0
  Login
Smartphone Samsung Galaxy S10+

Smartphone Samsung Galaxy S10+

Torna-se já extenuante tentar acompanhar as fugas de informação em torno do próximo smartphone topo de gama da atual líder de mercado. O Samsung Galaxy S10, juntamente com a sua variante económica (S10e) e variante mais dispendiosa, S10+, têm sido amplamente divulgados.

Agora, temos material inédito, novas imagens do smartphones mais caro, o Samsung Galaxy S10+. No decurso deste artigo podemos ver as novas fotografias de uma unidade funcional, aqui de acordo com a publicação Sammobile.

Assim, temos agora uma nova galeria de imagens onde pode ser visto um smartphone Android que coincide com as descrições anteriores do Samsung Galaxy S10+. Esta será a versão mais apetrechada do próximo topo de gama da gigante sul-coreana e já restam poucas surpresas em torno deste terminal.

Câmara frontal dupla no Samsung Galaxy S10+

A versão de maiores dimensões destacar-se-á pela sua câmara fotográfica frontal, dupla. Esta, irrompe do seu ecrã, perfurando-o. Na prática, temos aqui um smartphone com um ecrã “Infinity-O”, com dois sensores de imagem.

O primeiro, com 8 MP de resolução, terá uma lente equivalente a 25 mm com uma abertura focal de f/1.7. O segundo, com 10 MP de resolução, contará também com estabilização ótica da imagem (OIS). Acredita-se ainda que esta segunda câmara seja capaz de gravar vídeo em 4K (Ultra-HD).

Mais ainda, com dois sensores fotográficos na sua câmara frontal teremos também o efeito de profundidade mais realista. Além do mais, teremos também um mecanismo de focagem automático ainda mais rápido graças ao dual-pixel autofocus.

Por outras palavras, o smartphone Samsung Galaxy S10+ coloca-se já como um forte favorito para futuramente liderar o ranking da DxOMark na qualidade das câmaras frontais. Informações que foram recentemente divulgadas pela imprensa internacional.

Câmara principal tripla neste smartphone Android

Além da promissora configuração dupla para a câmara frontal, na sua traseira este smartphone Android apresentará três câmaras. Agora, com um alinhamento vertical, algo similar ao mais recente dos Galaxy Note.

A primeira câmara, de 12 MP de resolução, terá a abertura variável da lente entre os valores de f/1.5 e f/2.4. A sua lente será uma grande angular, equivalente a 24 mm e terá estabilização ótica da imagem (OIS). Teremos também a tecnologia dual-pixel autofocus.

A segunda câmara, também ela de 12 MP de resolução, terá uma abertura fixa de f/2.4 e uma lente equivalente a 52 mm, capaz de proporcionar zoom ótico de 2x. A estabilização ótica da imagem também estará incluída nesta segunda câmara.

Por fim, a terceira câmara é ainda desconhecida, não se conhecendo (para já), as suas características.

Ressalva-se a já divulgada melhoria na extensão do vídeo capturado em câmara super-lenta, passando de 0,2 a 0,4 segundos para 0,4 a 0,8 segundos. Em suma, duplicando a sua extensão máxima.

O ecrã Infinity-O do Samsung Galaxy S10+

A “alma” deste smartphone Android será efetivamente o seu majestoso ecrã de 6,4 polegadas de diagonal. Utilizando um painel Infinity-O, o Samsung Galaxy S10+ terá aqui um display Super AMOLED com resolução Quad-HD+, portanto, com 1440 x 2960 píxeis.

O seu formato, alto e estreito, obedecerá ao padrão 18.5:9, tal como o atual Galaxy Note9. Por fim, teremos aqui uma densidade de píxeis por polegada de 514 ppp. Será sob este ecrã que se encontrará o seu leitor de impressões digitais, tal como o indicam as seguintes imagens.

O seu ecrã contará também com o vidro Gorilla Glass 6, da Corning, para o proteger de quedas e riscos. Já o smartphone em si, terá certificação IP68, mantendo-o a salvo de água (doce) e poeiras.

Por fim, este seu ecrã Super AMOLED será capaz de suportar cores a 10-bits, um processo utilizado atualmente pelo YouTube, bem como pela Netflix. Ainda assim, não sabemos como é que isto afetará a experiência do utilizador.

As caraterísticas técnicas deste smartphone Android

No seu interior, o Samsung Galaxy S10+ utilizará o processador Exynos 9820 da própria Samsung. Este será o seu SoC na Europa e principais mercados mundiais, reservando-se o Snapdragon 855 para a China, Estados Unidos da América e, quiçá, outros mercados selecionados.

Na prática, teremos um SoC octa-core, composto por 8 núcleos de processamento. Estes, dividem-se em grupos de 2×2,8 GHz Mongoose M4 e 2x Cortex-A75, por fim, temos ainda 4 núcleos Cortex-A55. O processador obedece à arquitetura de 64-bits e à litografia de 8 nm.

A bateria deste smartphone Android terá um total de 4100 mAh de capacidade, bem como carregamento rápido sem-fios a 15 W. Contará também com carregamento rápido convencional (com cabo) a 15 W.

Por fim, teremos ainda o carregamento reversível, sem-fios. Algo que lhe dará a possibilidade de carregar outros dispositivos com o seu Samsung Galaxy S10+, um conceito que também já encontramos nos atuais Huawei Mate 20 Pro.

Olhando para a sua memória, encontraremos um total de 3 versões ou variantes. Em primeiro lugar com 1 TB de armazenamento e 12 GB de RAM. Em segundo lugar com 512 GB de armazenamento e 8 GB de RAM. Em terceiro lugar com 128 GB de armazenamento e 6 GB de RAM.

O smartphone Android contará ainda com a possibilidade de expansão do seu armazenamento interno através de um cartão de memória microSD. O mesmo poderá ascender a 512 GB de memória, ocupando a 2.ª slot para cartões nano-SIM.

Este será também um dos primeiros dispositivos móveis Android a suportar o padrão WiFi 6. Teremos também o Bluetooth 5.0 (LE), a porta áudio P2 (jack de 3.5mm) bem como uma porta USB do Tipo C.

Sem esquecer o Radio FM, GPS com recurso às constelações de satélites GLONASS, BDS e GALILEO. Por fim, contaremos também com o software de segurança Knox, sendo até referida em ocasião anterior uma carteira de criptomoedas para o dispositivo.

Numa última nota, o seu sistema operativo será o Android Pie 9.0 da Google, com a interface ou máscara OneUI da própria marca. Será um dos (vários) trunfos deste Samsung Galaxy S10+.

As cores e preços do Samsung Galaxy S10+

Ao nível de cores e acabamentos teremos o preto, branco, azul e um verde esmeralda ou teal. Acredita-se ainda que este smartphone Android tenha uma versão em cerâmica, disponível em Preto e Branco.

Ainda de acordo com as fugas de informação, todos os seus esquemas de cor terão um brilho particular. Algo que se deve ao novo tratamento e pintura do vidro que os compõe.

Os seus preços serão de 999, 1249 e 1499 euros, para as versões de 128GB / 6 GB, 512 GB / 8GB e 1 TB /12 GB respetivamente.

Em suma, resta agora aguardar pacientemente pela sua apresentação no dia 20 de fevereiro durante o próximo evento Unpacked 2019. Advirto, ainda assim, para o caráter não oficial destas informações.

curtir:
Sobre o Autor