0
  Login
Hospedagem de Sites 7 Dias Grátis

Hospedagem de Sites 7 Dias Grátis

Á  Thecnosystem esta disponibilizando a seus novos clientes hospedagem de Sites 7 Dias Grátis, na hora da assinatura só utilizar no cupom 7DIASGRATIS   e testar todos serviços de hospedagem, em qualquer plano.

7 dias grátis

Esperamos você , hospedagem estável, servidores rápidos todos recursos do CPanel em Português.

Geral

  •  Caixas de E-mail e Tráfego Mensal Ilimitados
  •  Painel de Controle em Português e Fácil de Usar
  •  Subdomínios, Contas FTP e Contas de Email Ilimitadas
  •  Garantia de uptime de 99,9%

 

Grátis

  •  Ferramenta de Construção de Sites Gratuita
  •  Mais de 190 templates Disponíveis
  •  Transferência de Website, Transferência de Domínio, Transferência de Banco de Dados MySQL, Transferência de Scripts Gratuita
  •  mais de 430 scripts que podem ser instalados em alguns cliques

 

Domínio

  •  Domínio Próprio (www.seunegocio.com)
  •  Domínios Apontados / Estacionados Ilimitados
  •  Redirecionamento de Domínios Ilimitados
  •  Sub-domínios Ilimitados (nome.seunegocio.com)
  •  Acesso com ou sem “www”

 

E-Mail

  •  Número Ilimitado de Contas de Email POP3 com SMTP
  •  Acesso a WebMail com Horde e RoundCube
  •  Recebimento de email via POP3 e em seu smartphone via IMAP
  •  Proteção anti-SPAM com o SpamAssassin
  •  Número Ilimitado de Autoresponders, Redirecionamentos de Email, Email Aliases, Listas de Email
  •  Redirecionamento de E-mail Ilimitado
  •  Resposta Automática e E-mail Pega-Tudo
  •  AntiSpam & AntiVírus
  •  Filtro de E-mail e BoxTrapper
  •  Gerenciador de Entrada MX
  •  Autenticação de E-mail SPF e DKIM

 

Banco de Dados

  •  Número Ilimitado de Bancos de Dados MySQL com Acesso ao phpMyAdmin
  •  Acesso Remoto configurável ao MySQL
  •  Banco de Dados PostgreSQL com Acesso ao gerenciador phpPgAdmin

 

Programação

  •  Linguagens de Programação: CGI, PHP 5, Ruby on Rails, Perl, Python, SSI
  •  Módulos de Programação: Curl, CPAN, Biblioteca GD, ImageMagick
  •  Instalador de Módulos PHP (Pear)
  •  Instalador de Módulos Perl
  •  Gerenciamento de Sistema: Acesso SSH e Agendamento de Tarefas Cron

 

Estatísticas

  •  Logaholic, Webalizer e Awstats
  •  Dados dos Últimos Visitantes
  •  Relatório de Tráfego Mensal
  •  Registro de Erros

 

FTP

  •  Contas FTP Adicionais
  •  Atualização ilimitada via FTP
  •  Gerenciador de Arquivos Online
  •  Dreamweaver FTP
  •  Gerenciador de Espaço em Disco
  •  Gerenciador de Sessões FTP
  •  Acesso SSH em todos os planos

 

Suporte

  •  Chat ao Vivo
  •  Sistema de Tickets Online
  •  Telefone e E-Mail
  •  Rotina Automática Diária de Backups
  •  24/7/365 Monitoramento dos Servidores

 

Aplicações

  •  Instalação instantânea de mais de 430 scripts de código aberto com apenas um clique!
  •  Hospede seu WordPress, Joomla, Drupal, Magento e outras aplicações

 

Avançado

  •  Página de Erro Customizável
  •  Scripts Pré-configurados
  •  Agendador de Tarefas (Cron Jobs)
  •  Gerenciador de Index
  •  Gerenciador de Imagens
  •  Gerenciador de Tipos de Arquivos Mime
  •  Gerenciador de DNS
  •  Manipulador do Apache

 

Segurança

  •  Bloqueio de IP
  •  Proteção de Link
  •  Proteção de Diretórios com Senha
  •  Proteção Anti-Leech
  •  Sistema de Firewall
  •  Monitoramento 24 Horas
  •  Backup Diário
  •  Restores de Backup Ilimitados

 

7 erros  no marketing de conteúdo

7 erros no marketing de conteúdo

1 – Não ter um blog consistente

Ter o site em bom funcionamento para mostrar os seus serviços e promover a sua marca é muito importante. Mas, nos dias de hoje, não ter um blog significa que está a perder leads, oportunidades de tráfego e a perder interesse por parte dos leitores. Usar o blog como uma tática de marketing traz-nos importantes benefícios, incluindo:

– Maior Tráfego;

– Conexões/ Partilhar com as redes sociais;

– Maior exposição nos resultados de pesquisa.

Se neste momento não possui um blog está perdendo um imenso tráfego que poderia ser transformado em leads, principalmente quando adiciona um cal-to-action no final dos artigos. Por outro lado, se já escreve num blog mas não é consistente, é hora de começar a dedicar algum tempo a isso! Apenas 60% dos profissionais de marketing dão destaque ao ter um blog, mas quase um terço dos consumidores dizem querer ver mais conteúdo de blogs no futuro (fonte: HubSpot). Os leitores querem mais conteúdo através de blogs, por isso crie um calendário de publicação no blog que seja consistente e ganhe mais tráfego .

2- Ignorar oportunidades de e-mail marketing

Uma boa campanha de e-mail marketing pode ajudá-lo a construir uma boa base de clientes, o que significa que pode manter a sua marca e serviços sempre presente na mente de quem o segue. O e-mail marketing é uma estratégia acessível a todas as carteiras e negócios, e segundo um estudo feito pelo HF gera cerca de US $41 em vendas por cada US 1$ gasto (fonte: Huffington Post). Bem, isto supera redes sociais, publicidade paga, SEO e mobile marketing. É fantástico!

Já tentou e-mail marketing, mas o click-throughs não foi o que esperava? Tome algumas medidas para melhorar as taxas de abertura:

– Torne os e-mails compatíveis com dispositivos móveis;

– Adicione vários Call to Action;

– Use links de redes social personalizados.

Lembre-se sempre de criar uma boa linha de assunto, com linguagem que estimula a ação e inclua sempre que possível uma personalização! Uma linha de assunto envolvente é a porta de entrada para o seu e-mail.

3- Usar incorretamente as redes sociais

As redes sociais fornecem as mais variadas formas de atingir um público amplo, mas muitas vezes usamo-las de forma incorreta as ferramentas disponíveis. Ao não compreender o público, não prestar atenção à concorrência, e ao não nos envolvermos com os seguidores, estamos a deixar passar algo muito poderoso! Agendar posts nas redes sociais irá ajudá-lo imenso, e assim poderá também analisar como o público interage entre ele.

Se ainda não tem presença nas redes sociais, precisa de ter! Se já tem mas ainda não faz posts consistentemente, é hora de começar a fazê-lo!

4- Falhas Gramaticais

Parece muito simples, não é? Mas, para aqueles com olho para a gramática, usar frases onde o sujeito e o verbo não coincidem é algo que qualquer leitor mais atento vai reparar, e não vai gostar! Se se sente inseguro a escrever, o melhor mesmo é ter alguém para verificar a ortografia do seu conteúdo.

É sempre bom ter “outros olhos” no seu conteúdo para o ajudar a melhorar os seus textos. Invista num copywriter antes de publicar!

5- Não dar importância ao SEO

A combinação de práticas em constante evolução, algoritmos em mudança e as novas tecnologias apresentam grandes desafios no mundo da otimização dos motores de busca, mas isso não é desculpa para não dar importância! Ignorar o desenvolvimento de conteúdo relevante, inserir palavras-chave irrelevantes para o site, sobrecarregar o site e deixar que o conteúdo se torne aborrecido, é estar a perder rankings que à partida seriam fáceis de alcançar.

Embora, por vezes, possa demorar meses até vermos alterações nos motores de busca, a melhor opção é manter-nos atualizados e fornecermos o melhor conteúdo da maneira mais eficiente possível!

6- Escolher Quantidade em vez de Qualidade

Produzir uma grande quantidade de conteúdo que pouco tem haver com o nosso nicho de mercado, reescrever o que alguém disse, ou apoiar-se em referências mal informadas irá resultar em matéria de má qualidade! Quando tiramos algum tempo para entender o nosso público-alvo, conseguimos criar conteúdo de qualidadeque não encha apenas a página, mas que deixe uma marca no leitor.

Tenha como objetivo influenciar o comportamento dos leitores e o foco mudará de mero conteúdo para conteúdo partilhado, gostado e retweetado.

7- Negligenciar o desenvolvimento de conteúdo relevante

Melhor o conteúdo, melhor os resultados. Porquê? Para os iniciantes, um leitor vê um post interessante que apela ao seu interesse e decide clicar nele, se ele gostar irá partilhar com os seus amigos. Por sua vez, os seus amigos gostam e partilham também, o que irá criar uma onde de gostos e partilhas do seu post. Mas para iniciar este circulo é importante criar um índice relevante e do interesse dos leitores.

Conheça o seu público-alvo e coloque conteúdos atrativos!

Cadastre se e receba sempre novidades sobre os melhores plugins para WP

cadastre

Theme forest
Pacote SEO Tudo em Um wp

Pacote SEO Tudo em Um wp

Use o ALL in One SEO Pack para otimizar seu site WordPress no quesito de SEO. É extremamente fácil e funciona de forma descomplicada para iniciantes, além de possuir ferramentas avançadas e uma API para desenvolvedores.

Criado inicialmente em 2007, veja o porque AIOSEO é um dos plugins para WordPress entre os mais baixados.

  • Suporte de mapa de site XML – envie seu mapa de site ao Google e Bing e melhore seu SEO
  • Image XML Sitemap submitted to Google and Bing to improve your Image SEO
  • Suporte Google AMP (Páginas móveis aceleradas)
  • Suporte Google Analytics
  • Suporte para SEO em tipos personalizados de publicações
  • URLs canônicas avançadas
  • Redirecionar páginas anexas à publicação ‘mãe’
  • Notificar automaticamente mecanismos de busca como Google e Bing sobre as mudanças em seu site
  • API incorporada para outros plug-ins/temas acessarem e estenderem sua funcionalidade
  • O ÚNICO plug-in gratuito que disponibiliza integração SEO para sites de comércio eletrônico, incluindo WooCommerce
  • Segurança de uso único incorporado ao Pacote SEO tudo em um
  • Automaticamente otimiza seus títulos para o Google e outros motores de busca
  • Gera etiquetas META automaticamente
  • Evita a duplicação de conteúdo tipicamente encontrada em blogues WordPress
  • Para iniciantes, você não precisa nem olhar as opções, isto funcionará de forma assistida. Apenas instale.
  • Para usuários avançados, você pode tunar tudo afim de otimizar o SEO de seu site
  • Você pode ultrapassar qualquer definição de título, descrição e palavras-chave META que você desejar.
  • Compatibilidade com vários outros plug-ins
  • Traduzido em 57 idiomas
  • 100% Compatível com PHP 7
  • Cadastre se e receba sempre novidades sobre os melhores plugins para WP

    cadastre

    Theme forest
As diferenças entre Publicidade e Marketing

As diferenças entre Publicidade e Marketing

O primeiro passo para começarmos a compreender o que significa Marketing passa por entender que esta é uma palavra proveniente da língua inglesa, apesar de estar intrínseca à cultura mundial.

Em inglês, market significa mercado e Marketing pode ser traduzido como mercadologia, um estudo das causas, objetivos e resultados que são gerados através das diferentes formas como cada consumidor age no mercado. Aborda sobretudo o processo global de uma determinada empresa ou marca induzir à compra, venda e trocas de serviços, produtos ou ideias.

Philip Kotler, um dos mais renomados especialistas da área, sintetiza desta forma: “Marketing é a ciência e a arte de explorar, criar e entregar valor para satisfazer as necessidades de um mercado-alvo com lucro. Marketing identifica necessidades e desejos não realizados. Ele define, mede e quantifica o tamanho do mercado identificado e o potencial de lucro. Ele aponta quais os segmentos que a empresa é capaz de servir melhor e que projeta e promove os produtos e serviços adequados”.

Segundo o American Marketing Association, a definição do termo é a seguinte: “O Marketing é uma atividade que integra um conjunto de instituições e processos para criar, comunicar, entregar e trocar ofertas que tenham valor para os consumidores, clientes, parceiros e sociedade em geral.”

Diferenças essenciais entre Publicidade e Marketing

Ou seja, o Marketing é uma série de estratégias, técnicas e práticas que tem o principal objectivo agregar valor às marcas ou produtos de modo a atribuir uma maior importância das mesmas para um determinado público-alvo: os consumidores.

Mas quem pensa que o Marketing tem apenas como objetivo vender algo está enganado, pois todo o conceito se estende em tudo que envolve este processo: produção, logística, comercialização e pós-venda do produto/serviço.

Já a Publicidade refere-se somente ao ato ou o efeito de dar a conhecer um produto ou um conjunto de produtos, incitando ao seu consumo. Pode ser entendida como a arte de convencer, persuadir e seduzir de modo direto. É em simultâneo um processo comunicativo que habitualmente difunde informação através de diferentes meios, tais como a televisão, a rádio, a internet, e a imprensa escrita (jornais e revistas), mas também através de meios próprios das empresas, como cartões de visita, flyers, outdoors, balcões de exposições, entre muitos outros tipos de propaganda.

Publicidade e o consumidor estão inegavelmente relacionados, sendo esta relação um ciclo vicioso baseado no fato de o consumidor ser vulnerável. Os publicitários jogam cada vez mais com os instintos do público que pretendem influenciar, tendo em consideração as suas características e fazendo uso de elementos persuasivos (música, cores, texturas, formatos).

publicidade rege-se por certos princípios, princípios estes que determinam que certas formas de publicidade sejam ou não proibidas. Estes princípios são: Ilicitude + Identificabilidade + Veracidade + Respeito pelos direitos do consumidor.

Cadastre se e receba sempre novidades sobre os melhores plugins para WP

cadastre

Theme forest

 

Ativação de Marcas: o que é, para que serve ?

Ativação de Marcas: o que é, para que serve ?

Uma marca é ativada quando o consumidor consegue reconhecer o valor da marca e a utilidade que esta tem na sua vida. A marca deixa de ser apenas a vendedora de um produto/serviço, mas passa a ser algo mais, algo que fica guardado na nossa mente. A marca fica ativa quando a ela associamos emoções e memórias (sejam elas positivas ou negativas). Uma marca ativa é mais do que uma marca aos olhos do consumidor.

ativação de marcas é um conceito que começa a ganhar forma no seio da comunidade científica, mas que continua a ser alvo de debate e profunda investigação. Contudo, o debate mantém-se vivo. A própria designação desta estratégia parece não estar ainda totalmente definida, ou sequer delimitadas as fronteiras deste ramo da comunicação. Enraizada em conceitos como experiência de consumidor, experiência de marca e marketing de eventos, a ativação de marcas incorpora componentes de cada uma destas áreas com o objetivo final de gerar valor na mente do consumidor e de aí criar uma marca indelével.

Muitos investigadores e autores que têm liderado a vanguarda na área da ativação de marcas,  referem-se a esta estratégia como um passo natural a dar na evolução das marcas, sublinhando que “uma marca pode ser ativada num leque de diferentes situações, melhor resumidas em quatro pontos: Produtos e serviços, Colaboradores, Identidade e Comunicação”.

Ativação de marcas e marketing experiencial

Entrelaçado com o conceito de ativação de marcas encontra-se o ramo do marketing experiencial, que proporciona às marcas um método para que se ativem junto aos consumidores. Autores como Shaz Smilansky(2009) diz que este é “o processo de identificar e satisfazer as necessidades e aspirações do consumidor de forma lucrativa, envolvendo-os através de uma comunicação bilateral que dá vida às personalidades da marca e acrescenta valor à audiência segmentada”. A bilateralidade referida tem como base “uma experiência de marca ao vivo”, não que tal implique necessariamente um evento ao vivo ou atividade, mas sim uma experiência capaz de gerar emoção.

A ativação de marcas torna-se assim pertinente atendendo ao paradigma que se começa a sentir no mercado desde o início do milénio. As marcas procuram cada vez mais por diferenciais competitivos. Meios como a publicidade, marketing direto e até mesmo mailing já não provocam nos consumidores o impacto que provocavam há anos. O consumidor desenvolveu-se, criando os seus próprios filtros para separar a informação que lhe interessa daquela para a qual não tem utilidade. É cada vez mais difícil penetrar as barreiras mentais do consumidor e captar a sua atenção.

Para Morel et al (2002) a solução passa por “dar significado à relação entre a marca e o consumidor”, algo que Brakus et al (2009) dizem que deve começar por uma investigação para perceber como os consumidores experienciam as marcas. Só assim será possível desenvolver estratégias em concordância para as ativar.

Nesta lógica, Shaz Smilansky descreve o “passo natural” que se deu na evolução do marketing e que tinha sido preconizado por Morel, quando escreveu que “a nova era do marketing, a era do marketing experiencial, foca-se em dar à audiência segmentada uma fabulosa experiência relacionada com a marca que acrescenta valor à vida do consumidor e, em última instância, faz com que o consumidor se lembre da marca – não porque foi a que gritou mais alto, mas porque foi a que lhe deu uma experiência inesquecível”.

A palavra “valor” é chave em todo o processo. Smilansky não só propõe que as marcas passem a gerar valor através de experiências, mas que os todos os canais se mantenham ativos neste processo enquanto meios de amplificação.

Cadastre se e receba sempre novidades sobre os melhores plugins para WP

Cadastre se e receba sempre novidades sobre os melhores plugins para WP

cadastre

Theme forest
:

 

5 ferramentas de Analytics para gerir projetos

5 ferramentas de Analytics para gerir projetos

Traffic Travis

traffictravis

Traffic Travis possui uma versão freeware que lhe permite perceber os resultados que está a obter com a sua estratégia atual e tomar decisões informadas para o futuro do seu website ou da sua empresa. Ao descarregar gratuitamente o software pode executar uma série de tarefas muito úteis, como verificar o estado do SEO do seu site, descobrir problemas técnicas, encontrar concorrentes (e aplicar estratégias para os combater) e monitorizar o seu ranking nos motores de pesquisa.

Moz

moz

Moz é um software gratuito por 30 dias. A ferramenta acompanha todo o processo de criação de uma estratégia digital e dá especial atenção aos resultados obtidos, através da apresentação de métricas exatas. Mais do o ajudar a monitorizar todas as estatísticas do seu site, esta ferramenta de analytics dispõe ainda de ferramentas próprias para impulsionar a sua estratégia digital e empurrá-la rumo ao sucesso.

Google Analytics

google-analytics

Google Analytics é a ferramenta da Google que permite analisar o desempenho exterior do seu website. A utilização é gratuita e permite-lhe ver vários dados, como o local de onde visitam o seu website, qual o tempo passado na página e a página mais vista. Esta é uma das ferramentas mais populares do mercado e, sem sombra de dúvidas, a mais usada. No nosso blog, dedicamos um conjunto de posts à utilização desta ferramenta que podem ser lidos aqui.

Google Webmaster Tools

webmasters

Se o Google Analytics mostra o exterior, o Google Webmasters mostra-lhe os aspetos internos do site. Com esta ferramenta poderá saber como o motor de busca está a indexar o seu website e corrigir todos os erros de programação que possam estar a dificultar o rastreamento feito pelo Googlebot. Tal como acontece com o Google Analytics, esta é uma ferramenta que usamos com frequência e que foi tema de vários posts publicados no Estratégia Digital.

Mix Panel

Mix Panel tira o enfoque na quantidade de visualizações de página e volta as atenções para o comportamento dos utilizadores. Através desta ferramenta, poderá ter acesso a todas as métricas do seu website e aplicar estratégias de segmentação precisas e eficazes.

 

Cadastre se e receba sempre novidades sobre os melhores plugins para WP

cadastre

Theme forest
5 Ferramentas para aumentar produtividade de freelancers

5 Ferramentas para aumentar produtividade de freelancers

Todos sabemos que ser freelancer não é nada fácil. Trabalhar com vários clientes implica horários flexíveis e, por vezes, muito apertados. A juntar a isso, o facto de não possuir um empregador fixo faz com que num mês possa ganhar muito e noutro não ganhe rigorosamente nada. Não querendo assustá-lo, devemos dizer que capacidade de gestão é o ingrediente fundamental para o seu sucesso.

Mesmo que muita dessa capacidade de gestão seja mental, a verdade é que existem várias ferramentas que podem ser muito úteis. Como?  Ajudando-o a gerir o seu tempo e a aumentar a produtividade. O objetivo é que consiga tempo para tudo e que seja capaz de executar todas as tarefas com a maior eficácia possível.

Ferramentas para freelancers

RescueTime

rescue-timeO Rescue Time é um software que o ajuda a perceber como gasta o seu tempo no computador e na Internet. O programa, preparado por uma equipa de especialistas, analisa padrões de comportamentos e deteta quando está a desperdiçar tempo que podia ser canalizado para trabalho. Se trabalha como freelancer, é normal que passe muito tempo em casa, um meio que nem sempre é favorável à concentração. O RescueTime resgata-o por isso da procrastinação!

 

textexpanderUm dos melhores indicadores do sucesso de um freelancer é a quantidade de e-mails que envia diariamente. O problema, por vezes, está no tempo gasto nesta tarefa. Reconhecendo esta dor em muitos internautas, o TextExpander ajuda-o a escrever longos e-mails através de shortcodes previamente definidos. Basta escrever a abreviação de certas palavras para que apareçam de imediato, prontas para serem enviadas. Vai demorar muito menso tempo a enviar e-mails… e por isso a ganhar tempo para o seu trabalho!

 

rapid-content-Esta é uma ferramenta para freelancers que trabalham na área do copywriting. Como sabemos, os conteúdos são o segredo do sucesso para qualquer estratégia digital. No entanto, escrever para a Internet nem sempre é fáicl. O Rapid Content Lightning Wizard ajuda-o a escrever posts em menos de dez minutos: basta inserir uma palavra-chave de interesse, ter acesso a excertos de posts relacionados com o assunto e montar o seu post como se se tratasse de um puzzle. Mais fácil e rápido não podia ser!

 

SlackSocial

SlackSocialSe possui uma página no Facebook onde promove os seus trabalhos ou se utiliza o seu perfil das redes sociais para fins profissionais, seguramente sabe o quão difícil pode ser manter as páginas atualizadas. O Slack Social é uma ferramenta de agendamento que lhe permite programar publicações e disparar conteúdo em simultâneo para as várias plataformas (FacebookTwitterLinkedIn). Também pode ser usado para fazer atualizações no Blogger e no Tumblr.

 

socialoomphSocial Oomph

Demora muito tempo a gerir as suas redes sociais? Tal acontece, certamente, porque está a fazer tudo manualmente. O Twitter, o Facebook e o LinkedIn podem ser facilmente geridos através do Social Oomph. Trata-se de uma app fácil de usar e descarregada já por milhares de utilizadores. Basicamente, pode agendar publicações e interpretar o comportamento dos utilizadores.

 

 

Cadastre se e receba sempre novidades sobre os melhores plugins para WP

cadastre

Theme forest
3 técnicas para melhorar produtividade no trabalho

3 técnicas para melhorar produtividade no trabalho

3 técnicas para melhorar produtividade no trabalho

1 – Keep It Simple, Stupid

Também conhecido como KISS, a técnica de Keep It Simple, Stupid – Mantém as coisas simples,  – vai ao assunto sem rodeios e planos à volta. Fazendo recurso ao conceito desenvolvido pela marinha norte-americana na década de 1960, o KISS diz que se quer ser mais produtivo com o tempo de que dispõe, a melhor coisa a fazer é valorizar a simplicidade e acreditar que a complexidade desnecessária deve ser descartada.

É um princípio geral que valoriza a simplicidade do projeto e defende que toda a complexidade desnecessária deve ser posta de lado: planilhas, calendários e ferramentas online. Serve como fórmula útil em diversas áreas como o desenvolvimento de software, a animação, a engenharia no geral e em planeamento estratégico. Também é aplicado na Literatura, na Música e nas Artes em geral.

De acordo com esta técnica, a maioria dos sistemas funcionam melhor se forem mantidos simples, ou seja, sem se complicarem ou tornarem mais complexos com o passar do tempo.

2 – Os 3 post-its

Para Neen James, especialista em produtividade, uma das técnicas mais eficientes e simples para apenas pela utilização de 3 post-its todos os dias. Para a especialista, o dia começa sempre por escrever em 3 post-its 3 coisas que precisam de ser feitas naquele dia e manter sempre os quadradinhos de papel consigo, vá para onde for.

Este pode não ser um método extremamente detalhado e profissional, mas a ideia aqui é incorporar a simplicidade do KISS com organização pessoal, para que possa priorizar as suas tarefas diárias e perceber como melhor se pode organizar para ter tudo feito no tempo certo.  Além do mais, Neen James diz que os post-its a mantêm orientada e focada para aquilo que precisa de fazer, evitando que desperdice tempo ou se distraia com aquilo que não merece a sua atenção.

O segredo passa por entender que controlar a nossa produtividade não passa por controlar o tempo de que dispomos, mas sim a nossa concentração e dedicação para a tarefa que temos entre mãos.

3 – Chunking

De acordo com a psicologia, Chunking é um processo no qual peças individuais de informação são unidas para formar um todo com significado. Um chunk é definido como uma colecção de mais unidades elementares que se interligarem e foram armazenadas repetidamente na memória, agindo de forma coerente, integradas em determinados grupos.

Em termos de produtividade, o método chunking consiste em dividir tarefas em pequenas partes intercaladas. Uma das melhores formas de incorporar isto no nosso dia-a-dia passa por dividir o dia em atividades de 15 minutos, para que possamos intercala-las e mantermo-nos assim motivados.

Mesmo que não use a técnica dos post-its, é essencial que tenha sempre em mente as 3 tarefas que precisa mesmo de executar antes do fim da hora de expediente. No ponto alto do seu dia, identifique aquelas que são as três atividades não negociáveis, ou seja, as três coisas que vão orientar o seu trabalho durante o dia.

Cadastre se e receba sempre novidades sobre os melhores plugins para WP

cadastre

Theme forest
5 Passos para uma Estratégia Digital de sucesso

5 Passos para uma Estratégia Digital de sucesso

Uma estratégia digital completa e coesa é sem dúvida uma etapa fundamental para que consiga ser bem-sucedido online. Devemos salientar, no entanto, que ações isoladas de nada servem se não forem pensadas de forma integrada e orientadas para um objetivo específico. Leia este artigo até ao fim e descubra como implementar a sua própria estratégia digital de sucesso.

Independentemente da área de negócio a que você ou a sua empresa se dedicam, existem traços transversais a todos os projetos de sucesso. Embora o nicho de mercado possa ser diferente, o importante é apostar numa boa estratégia digital. O truque está em cativar o público, ajudá-lo de alguma forma e tornar-se seu amigo. Aposte em relações a longo prazo e transforme a venda num objetivo secundário.

A sua maior prioridade deve ser aumentar o relacionamento e estreitar a proximidade com a sua audiência de forma a que, quando chegar a hora de comprar, ela se lembre de si e se transforme em clientes efetivos. Assim, o objetivo primário dará frutos e ajudará a concretizar o secundário: a venda dos seus produtos ou serviços.

Para o ajudar, definimos neste artigo 5 passos ou linhas orientadoras em que deve pensar na hora de lançar o seu site. Dê o passo em frente e aposte numa estratégia digital vencedora. Aprofunde o conhecimento que tem do seu público-alvo e descubra quais as suas dores e desejos. O truque está em tangibilizar o pensamento da audiência e utilizá-lo a seu favor.

Como atrair clientes?

Não há nada mais frustrante do que ter um bom produto ou serviço e, ainda assim, não chegar a lugar nenhum porque não estamos a conseguir promovê-lo corretamente. Se já investiu mais do que devia e podia em publicidade e não obteve quaisquer resultados, pois saiba que poderá estar a apostar erradamente.

A verdade é que com a massificação dos meios de comunicação e a difusão da publicidade pelas ruas, televisões, rádios e Internet, as pessoas acabaram por criar uma certa resistência aos anúncios que vêem. Captar a atençãoé cada vez mais difícil, e mais ainda se nos apresentarmos como vendedores que ao longo dos anos foram percecionados como pessoas que querem vender a todo o custo.

A melhor estratégia digital a adotar passa pela transformação dos nossos sites ou blogs em canais de informação, onde divulgamos posts de conteúdo, direcionados para as dores dos nossos clientes e que falem sobre assuntos que digam respeito ao nosso nicho de mercado. O foco dos textos não deverá ser o produto ou serviço em si, mas sim a dor que pode ser solucionada através daquilo que temos para oferecer.

A importância das conversões

Uma conversão não é mais do que a concretização de um objetivo, seja ele a venda de um produto ou a realização de uma isca digital. Pensar quais serão as conversões definidas para o nosso negócio é uma parte importante. Considere, por exemplo, criar um ebook que lhe permita captar os e-mails dos seus clientes e que, no futuro utilizará para aplicar uma estratégia digital  de e-mail marketing.

A contabilização das conversões é um passo importante para perceber se a sua estratégia digital está ou não a surtir efeitos. Só assim  é que poderá perceber se todo o trabalho que tem feito ao longo do tempo está a ser capaz de atrair o público que deseja.

Criar laços com os seus clientes

Todos sabem que as redes sociais são uma parte extremamente importante de qualquer projeto que queira ser um caso de sucesso. Mas porquê? A resposta está na interatividade e no carácter informal que permite a qualquer um fazer um comentário ou deixar um review na página da empresa.

Mas esta não é a única forma de se relacionar com os seus clientes. Abra por exemplo, um espaço de comentários no seu blog e incentive a discussão com intervenções próprias. Utilize também ferramentas de e-mail marketing – como o Aweber – para manter uma relação de proximidade com os seus clientes.

Como vender mais?

A venda não é o fim de um ciclo mas sim uma parte do mesmo, tão importante como qualquer outra. Coloque-se no lugar do seu cliente e pense em todos os requisitos que alguma empresa tem que ter para escolher comprar algo a ela e não a qualquer outra.

De destacar que na maioria dos casos a qualidade do produto pode até ser considerado como um fator secundário: compramos porque nos identificamos com a marca, sabemos que é uma referência ou  porque ela nos ajudou a resolver um determinado problema.

Depois de efetuar a venda, lembre-se que é extremamente importante manter o contacto com o seu cliente para que este volte a usufruir dos serviços da sua empresa. Relações de proximidade que persistem ao longo do tempo são sem dúvida a chave para o sucesso.

Análise de resultados: o que é que está a falhar?

Marketing Digital não é uma área  abstrata, pelo contrário assenta os seus princípios em ações estratégias fundamentadas por números e tendências de comportamento. Hoje em dia são várias as ferramentas da Internet que nos permitem perceber com exatidão quais os resultados conseguidos com cada decisão.

Utilize o Google Analytics para perceber qual o desempenho do seu site, o Webmasters para perceber como o Google esta a rastrear as suas páginas e faça a monotorização das redes sociais, através de ferramentas como o Facebook Insights, por exemplo. No que diz respeito à ferramenta de E-Mail Marketing, poderá por exemplo, utilizar o Aweber para verificar taxas de abertura e verificar qual o retorno financeiro que cada e-mail lhe trouxe.

Lembre-se que a estratégia digital  não é um projeto fechado com um início e um fim temporalmente definidos. Pelo contrário, é um ciclo que se repete  e que se vai afinando à medida que o tempo passa de forma conseguirmos sempre os melhores resultados possíveis.

Cadastre se e receba sempre novidades sobre os melhores plugins para WP

cadastre

Theme forest
CMS: para que serve?

CMS: para que serve?

Quando falamos de construção de websites, há um ingrediente que não pode ficar de fora. A facilidade com que transformam tarefas complexas em ações simples faz com que os CMS’s se tenham tornado muito populares. Hoje já não são só os blogger que os utilizam e há até inúmeras empresas a apostar nesta forma simples de gerir conteúdos.

Mas, antes de avançarmos, afinal o que é um CMS? O Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (Content Management System – CMS) é um aplicativo que, depois de instalado, lhe fornece a plataforma para que possa gerir e publicar as páginas do seu website, os posts do seu blog ou os produtos da sua loja online.

Qual a vantagem? Como já referimos, a facilidade: para publicar conteúdos tem ao seu dispor um interface intuitivo, equipado com um conjunto de aplicativos que o ajudam a executar tarefas específicas. Não tem de lidar diretamente com códigos complicados: basta inserir os conteúdos e clicar nos botões certos para fazer negritos, hiperligações, inserir imagens, entre outros.

As funcionalidades dos sistemas de CMS vão além da gestão de conteúdos: é aqui que pode alterar a aparência do seu website recorrendo a templates gratuitos ou personalizados que pode comprar a preços acessíveis. Se o template não tiver todas as funções de que necessita, pode sempre recorrer a uma série de plugins, extensões que acrescentam novas capacidades ao seu website.

Qual o melhor CMS?

Inicialmente ligados ao fenómeno da blogosfera, os CMS’s evoluíram e agora servem como estrutura para milhões de websites espalhados por todo o mundo. O segredo por detrás do sucesso está nos resultados profissionais e na diversidade de recursos que podem ser facilmente utilizados por qualquer um.

Para tirar partido de todas as potencialidades do CMS para a sua empresa ou website pessoal, o melhor será apostar em alojamento especializado já otimizado para os Sistemas de Gestão de Conteúdo.

Embora existam vários CMS’s no mercado, destacam-se dois. Na altura de escolher, a dúvida é: WordPress ou Joomla? Para o ajudar a tomar a decisão, apresentamos-lhe abaixo as principais características de cada um.

WordPress

O WordPress é uma das ferramentas de gestão de conteúdos mais usada em todo o mundo. Se deseja dar uma aparência profissional ao seu website ou blog, pode encontrar no WordPress todos os recursos para que isso aconteça. Especialmente maneável e simples de usar, o WordPress foi criado a partir do sistema b2/cafelog que hoje já não existe.

Nos últimos anos, há cada vez mais internautas a confiar nos serviços deste sistema devido à interface simples, às suas características para a gestão de conteúdos e ao seu tipo de licença de código aberto. A codificação e estrutura do WordPress é lida facilmente pelos motores de busca, sendo por isso a escolha ideal para quem tenciona investir em Marketing Digital.

A solução é também indicada para sites de pequena e media dimensão que pretendam conjugar vários recursos. A diversidade de plugins e templates permite expandir as funcionalidades do site que é capaz de albergar inúmeras potencialidades.

Joomla

Joomla é um sistema de gestão de conteúdo muito flexível que permite a separação entre design, programação e conteúdo. Desta forma, pode gerir qualquer elemento do website sem afetar diretamente um dos outros websites. Este sistema permite a criação de lojas virtuais, blogs, revistas online, portais de conteúdo, jornais, catálogos de produtos, entre outros.

Essa plataforma é feita na linguagem PHP e gerida diariamente por uma ampla comunidade de Webmasters, o que faz com que a evolução nunca pare. Sem grandes complicações, pode instalar componentes na interface com o intuito de facilitar o seu trabalho, nomeadamente plugins e widgets.

Posto isto, podemos dizer que o Joomla oferece a organização estrutural de código que todos os programadores desejam. Para facilitar o processo de instalação e configuração do CMS, visite o JoomlaShine e encontre vários templates e extensões.

Cadastre se e receba sempre novidades sobre os melhores plugins para WP

cadastre

Theme forest
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial