0
  Login
Ir a uma loja da Apple e entrar no mundo da realidade virtual? Será possível

Ir a uma loja da Apple e entrar no mundo da realidade virtual? Será possível

A partir de 10 de agosto as lojas da Apple vão ganhar uma nova vida em todo o mundo, numa experiência de realidade aumentada aberta ao público e gratuita.

[AR]T é o nome das sessões que a empresa da maçã vai oferecer a quem visitar as suas lojas. Incluídas estão uma caminhada interativa com trabalhos de alguns dos principais artistas contemporâneos do mundo, uma sessão na loja que ensina os fundamentos da criação da realidade aumentada (RA) e uma instalação de RA disponível em todas as lojas da Apple a nível mundial.

Para criar estas sessões, a Apple convidou o New Museum, um dos principais destinos de arte contemporânea de Nova York, para selecionar sete artistas para participarem no evento, Nick Cave, Nathalie Djurberg e Hans Berg, Cao Fei, John Giorno, Carsten Höller e Pipilotti Rist.

No comunicado divulgado no site oficial da empresa, um representante da Apple explica que, com esta iniciativa, a empresa espera que os participantes se inspirem nas criações de AR e que aprendam mais sobre esta área.

Os passeios experienciais vão “levar” os participantes a São Francisco, Nova Iorque, Londres, Paris, Hong Kong e Tóquio, encontrando obras de artistas de renome mundial, a maioria dos quais a trabalhar em RA pela primeira vez.

Para além disso, e através de uma sessão de 90 minutos, qualquer pessoa poderá aprender como criar as suas próprias experiências AR no laboratório.

Os visitantes podem, ainda, entrar em qualquer loja da Apple em todo o mundo e experimentar a peça de RA designada por “Amass”, através de uma aplicação disponível na Apple Store.

Para entrar nesta aventura da RA terá de submeter a sua inscrição.

   

curtir:
Robô Valkyrie vai construir bases em Marte

Robô Valkyrie vai construir bases em Marte

A NASA desenvolveu um robô semi-autônomo que opera em ambientes hostis, manipulando ferramentas e que tem uma capacidade de planeamento de rotas. Será esta a escolha para ajudar a construir as bases em Marte.

A NASA espera que o robô Valkyrie possa ser usado em breve para construir as colônias em Marte. Por agora, a agência espacial pretende usá-lo em locais inóspitos aqui na Terra. O robô consegue andar na vertical e há um operador humano a analisar informações sobre o ambiente recolhidas pelos vários sensores. O operador pode definir o alvo e o Valkyrie irá analisar ativamente o terreno e as condições que o rodeia para escolher o melhor caminho. A BBC falou com os coordenadores do projeto que referem que o operador tem capacidade de vetar qualquer plano feito pelo robô, se chegar à conclusão que não é seguro ou adequado.

Nesta fase, os investigadores referem que o robô pode ser usado para fazer trabalhos em locais inalcançáveis pelos humanos ou que representem algum perigo. A grande vantagem é que o robô tem mãos semelhantes às humanas, consegue manipular ferramentas e capacidade de trabalho em ambientes criados pelo Homem.

   
curtir: