0
  Login
Google Maps: eis um novo leque de novidades para a app Android e iOS

Google Maps: eis um novo leque de novidades para a app Android e iOS

Em Portugal, no Brasil e em oito outros países a aplicação Google Maps está a receber uma nova funcionalidade, disponível já na app para dispositivos móveis Android. Caso assim o pretenda, pode agora usufruir de um velocímetro apresentado no ecrã principal de navegação com este serviço.

Agora que já temos a indicação dos radares de velocidade, esta é a mais recente adição.

Aquela que é um das aplicações mais utilizadas para navegação continua a ser aperfeiçoada pela tecnológica norte-americana. Agora, também como resultado dos pedidos e feedback dos utilizadores, está a ser gradualmente introduzido com uma atualização da app tal como aponta o AndroidPolice.

O velocímetro digital para o Google Maps

Ao mesmo tempo, os alertas de velocidade excessiva continuarão presentes, sendo agora complementados com o velocímetro digital. Desse modo, a Google espera sensibilizar os condutores para se manterem dentro dos limites legais de velocidade. Por outras palavras, teremos agora mais um alerta visual.

Concebida especialmente para utilização com uma rota para automóveis, o velocímetro pode ser ativado manualmente. Assim que a app para Android foi atualizada, e futuramente também para iOS, verá assim um indicador de velocidade no canto inferior esquerdo do ecrã. Imediatamente acima desse barra.

A nova função ainda não chegou aos dispositivos Android residentes, no entanto, aparenta estar já em distribuição geral. De acordo com a fonte, o velocímetro já está a chegar a Portugal, Brasil, Austrália, Argentina, Canadá, República Checa, Suécia, Reino Unido, bem como aos Estados Unidos.

Aguardamos a atualização da app para Android e iOS

Ainda que não pretenda substituir o velocímetro do seu veículo, a nova adição ao Maps não deixa de ser útil. Note-se que teremos ainda mais informação compreensível com um mero olhar. Isto é, com um simples vislumbre verá a rota, o tempo aproximado de chegada, mudanças de direção e agora a velocidade.

Podemos ainda ver a indicação aproximada da velocidade atual, bem como o limite de velocidade da via em questão. A opção estará incluída dentro das definições de navegação do Google Maps. Aí, poderá ativar ou desativar esta novidade assim que a mesma chegar à app para Android.

Há mais novidades a chegar ao Maps…

Já numa outra nota, a Google deu a saber que está a introduzir alertas de intempéries nesta mesma aplicação. São novos alertas para tempestades, ciclones, cheias relâmpago e outros fenômenos climatéricos de comprovada gravidade. Tudo isto disponível através da app para dispositivos móveis.

A tecnológica norte-americana quer dar-nos assim um aviso prévio deste tipo de ocorrências. Já, para tal, sinalizará a ocorrência destas catástrofes como os terramotos, ou outras situações similares. Para o utilizador temos assim uma nova forma de verificar as áreas mais afetadas e planear as nossas rotas.

Os alertas de furacões e terramotos chegarão no decurso das próximas semanas à app para Android, iOS e através da versão Web. Já os alertas de cheias relâmpago ainda não têm data definida para distribuição, mas serão primeiramente implementados na Índia, país particularmente afetado pelo fenômeno.

Em todos estes casos poderá também partilhar a sua localização para, por exemplo, aquietar a sua família e amigos. De igual modo, pode dar também a conhecer estas ocorrências mediante as partilhas nas redes sociais.

   

curtir:
Hacker invade celular do ministro Sergio Moro e acessa aplicativos

Hacker invade celular do ministro Sergio Moro e acessa aplicativos

Invasor teria enviado mensagens para os contatos do ministro da Justiça através do Telegram. Polícia Federal investiga o caso

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, teve o celular invadido por um hacker nessa terça-feira (04/06/2019). O invasor teria acessado aplicativos do aparelho e trocado várias mensagens com os contatos do ex-juiz da Lava Jato. O ministro já pediu o cancelamento da linha e a troca de telefone.

O ataque já está sob investigações da Polícia Federal. A área de tecnologia da informação do Ministério da Justiça também apura as informações dadas por Moro, para tentar chegar até o autor da invasão.

O hacker teria ficado cerca de seis horas utilizando aplicativos de mensagens de Moro. O ministro recebeu uma ligação por volta das 18h, do seu próprio número, o que estranhou. Ele atendeu, mas não havia ninguém do outro lado da linha.

Em seguida, foi informado de mensagens que estavam sendo trocadas pelo Telegram. O hacker usou o aplicativo até pelo menos 1h da manhã.

Assessoria confirma
Em nota, a assessoria do ministro confirmou a invasão e informou que há possibilidade de clonagem do número que Moro utilizava. Por isso, a linha foi “abandonada”. Até o momento, nem Sergio Moro e nem a sua assessoria identificaram invasões em suas contas nas redes sociais.

   

curtir: