0
  Login
Huawei planeia 4 dispositivos 5G para 2019, incluindo o Mate X

Huawei planeia 4 dispositivos 5G para 2019, incluindo o Mate X

Durante uma conferência de analistas, a fabricante chinesa traçou o seu roadmap para o 5G previsto para 2019.

A Huawei organizou uma conferência global dedicada a analistas, contando com a presença de quase 700 entidades, para partilhar a sua estratégia no que diz respeito às redes 5G, traçando o seu roadmap para 2019. Segundo a Gizchina, a fabricante chinesa planeia, pelo menos, quatro dispositivos com suporte à quinta geração de redes de comunicação.

O primeiro dispositivo será um router wireless dedicado a serviços suportados por ligações de alta-velocidade, assente no 5G, que chegará ao mercado em meados de junho. Segue-se em julho o seu primeiro smartphone 5G, o Mate X, que será também o seu primeiro modelo dobrável.

Em setembro, a fabricante chinesa irá reforçar a sua oferta 5G com novo router Wi-Fi mobile, seguindo-se outubro com mais um smartphone pronto para suportar a quinta geração. Os especialistas não têm a certeza se será o Mate 20 X 5G, por não ser um novo produto a ser listado no roadmap. Muito provavelmente o Mate 30 e até a gama Nova, poderão receber pelo menos um modelo top de gama com suporte ao 5G.

Apesar dos planos sólidos para a quinta geração mobile, a Huawei continua a ser alvo de preocupações por diversos países, incluindo os Estados Unidos, pela segurança dos serviços prestados pela Huawei. A própria NATO manifestou-se, encarando as preocupações dos países aliados da organização “de forma muito séria”. Nesse sentido, irá continuar a acompanhar as consultas aos seus membros de modo a procurar a forma como a NATO poderá, eventualmente, intervir.

SOS GUINCHOS

 

curtir:
Musk anuncia que vai ter um milhão de carros autônomos já no próximo ano

Musk anuncia que vai ter um milhão de carros autônomos já no próximo ano

A Tesla, que «nunca desenhou um chip, desenhou o melhor chip do mundo», disse Elon Musk aos investidores da empresa. A empresa reuniu os principais acionistas e investidores num evento dedicado a explicar os avanços na condução autônoma, dois dias antes de fazer o anúncio dos resultados financeiros do trimestre. Nesta conferência, Musk explicou que todos os Tesla fabricados desde outubro de 2016 estão equipados com um destes chips e uma rede neural. Além do mais, Musk projeta que dentro de um ano a 15 meses, estarão a circular nas estradas um milhão de táxis autônomos graças ao desenvolvimento do software que a Tesla está a fazer. Recorde-se que a Tesla decidiu criar o seu próprio processador e sistema de condução autônoma depois de concluir que a tecnologia da Nvidia que antes utilizava não tinha a capacidade de processamento necessária para condução totalmente autônoma.

Durante esta apresentação, Musk disse que seria «estúpido, caro e desnecessário» os fabricantes assentarem a aposta dos carros autônomos nos sistemas LiDAR, algo que a maioria dos fabricantes está a fazer. O executivo considera que estes veículos terão de ser equipados de tecnologia de visão de máquina para poderem desempenhar bem as suas tarefas. A Tesla estará a testar os seus veículos e frotas com interações do mundo real. As imagens das oito câmaras que equipam os Tesla estão, segundo Musk, constantemente a transmitir as imagens captadas para o centro de dados da marca onde são usadas pelos algoritmos de inteligência artificial para desenvolver o software de condução autônoma. Segundo os especialistas da marca norte-americana, são utilizadas técnicas de machine learning que consiste em expor um grande número de exemplos reais aos algoritmos para que aprendam a identificar os diferentes tipos de objetos, estradas, peões, animais e até consigam prever as manobras de outros carros. Tudo isto é possível porque, garante Musk, nenhum outro fabricante tem um frota tão grande a recolher informação, o que permitirá à Tesla liderar o desenvolvimento da condução autônoma. De tal modo que o líder da marca garante que até ao final de 2020 vão existir um milhão de Tesla capazes de condução autônoma, o que também vai permitir desenvolver uma rede tipo Uber mas sem condutores.

Elon Musk foi ainda mais longe e prometeu que em dois anos a Tesla vai fabricar carros sem volantes ou pedais de todo. Estes carros não estarão limitados geograficamente e deverão estar aptos a circular em qualquer estrada.

 

SOS GUINCHOS

 

curtir: