0
  Login
WhatsApp vai em breve estar muito mais seguro e protegido no Android

WhatsApp vai em breve estar muito mais seguro e protegido no Android

As novidades do WhatsApp tem estado a surgir a um ritmo alucinante. Focam-se em várias áreas e em várias possibilidades, todas elas preparadas para melhorar ainda mais este serviço.

A mais recente melhoria vem para aumentar ainda mais a segurança. O WhatsApp vai poder ser desbloqueado com a impressão digital e assim estar mais seguro.

Mais uma vez esta é uma novidade que está ainda em testes, mas que se prepara para ser lançada de forma oficial em breve. Foi descoberta pelo site WaBetaInfo, que se dedica a analisar as versões de teste e a descobrir as novidades.

O WhatsApp estará mais seguro em breve

Do que pode ser visto na versão 2.19.83, passa a haver uma nova camada de segurança. Sempre que for aberto o WhatsApp, este irá pedir o desbloqueio por impressão digital. Caso esta seja uma das definidas no Android, a app será acedida.

A configuração desta nova opção é feita na área da privacidade da conta do utilizador. Aqui dentro têm a opção para ativar ou desativar o desbloqueio por impressão digital. Basta clicar para que a opção fique ativa.

Quanto tempo para pedir a impressão digital?

Há uma segunda opção que pode ser usada e que permite definir o tempo que a app esperará para se bloquear. As opções vão desde o imediato até aos 30 minutos, passando por 1 e 10 minutos. Claro que podemos continuar a usar o WhatsApp sem bloquear, uma vez que só a aplicará com o ecrã desligado ou a usar outra app.

curtir:
A Xiaomi está de volta ao Brasil e promete “Inovação para Todos”

A Xiaomi está de volta ao Brasil e promete “Inovação para Todos”

A Xiaomi entrou no Brasil pela primeira vez há cerca de 5 anos. Entretanto, em 2016 acabaria por abandonar este país por vários motivos, principalmente pelas adversidades de mercado e uma economia adversamente protecionista. A partir daí, os seus smartphones Android foram vendidos por intermediários.

Ainda assim, a popularidade da Xiaomi no Brasil continuou a subir, sendo já inegável a sua fama e procura.

A Xiaomi utilizou exatamente os mesmos argumentos que deram à Motorola o seu maior mercado mundial no país canarinho. A relação preço / qualidade ou custo / benefício rapidamente se tornaram sinónimos de Xiaomi no Brasil, ainda que os dispositivos fossem vendidos com preços inflacionados na ausência da marca.

O mercado mudou e a Xiaomi está de volta ao Brasil

Os ventos de mudança que se fizeram sentir no Brasil trouxeram-nos um mercado mais aberto e menos asfixiado pela carga fiscal. Ainda que continue a ser uma economia difícil, a Xiaomi sente-se agora confiante em voltar a este teatro de operações. Por conseguinte, vemos agora as primeiras publicações da empresa.

Subitamente, a conta ou perfil oficial da filial brasileira da Xiaomi no Twitter voltou a estar ativa. Esse foi o primeiro sinal de que algo estava a ser preparado para a nação canarinha. Entretanto, podemos indicar a mais recente publicação da empresa nesta rede social que vem confirmar as nossas melhores expetativas.

A filial brasileira da 4.ª maior fabricante mundial de smartphones está entusiasmada por voltar a esta grande nação lusófona. Agora sem mais intermediários, a tecnológica voltará a operar diretamente nesta país e promete “Inovação para todos“.  Por outras palavras, as preces dos fãs foram finalmente atendidas.

Smartphones Android a preço justo, o mote da Xiaomi

Ainda que as nuvens do protecionismo económico se estejam a dissipar sobre o país, a atual legislação fiscal continua a ser muito rígida, sobretudo para produtos importados. Como tal, é provável que a marca traga os smartphones Android mais económicos para o Brasil, pelo menos numa primeira fase.

Ao mesmo tempo, este pode ser um indicador de que a marca quer voltar a produzir equipamentos como smartphones e gadgets neste país. Algo que libertaria a Xiaomi da ainda pesada carga fiscal, mas que a colocaria em concorrência direta com a Motorola.

Em síntese, hoje é um bom dia para os consumidores brasileiros. Daqui em diante, terão uma nova fabricante a operar diretamente no seu país com uma estratégia que já provou os seus méritos nos mercados internacionais. Um regresso que já estava a ser preparado e que agora se materializa

SOS GUINCHOS

 

curtir: