0
  Login

YouTube fecha comentários nos vídeos com crianças

A descoberta de uma rede de comentários de pedófilos e predadores em vídeos do YouTube fez com que várias marcas suspendessem a publicidade na plataforma. Uma das primeiras medidas da empresa foi desativar os comentários nesses vídeos e, em seguida, anunciar que vai impedir os comentários em todos os vídeos de menores.

A medida vai demorar vários meses a ser implementada e poderá representar um corte significativo nas receitas de quem cria conteúdos, explica a BBC.

A mudança proposta prevê que os vídeos de crianças muito pequenas tenham automaticamente a secção de comentários desativada. Os vídeos de crianças mais velhas ou adolescentes não devem ter os comentários desativados, a não ser que seja uma situação capaz de atrair pedófilo, como de alguém a fazer ginástica, por exemplo. Somente os canais de alguns YouTubers conhecidos terão a opção de comentários ativada.

Mesmo para esses, o YouTube vai pedir uma moderação ativa do que é escrito, para assegurar que não existe qualquer perigo.

Além da proibição de comentários, o YouTube anunciou ainda o encerramento de vários canais que mostravam conteúdos menos próprios, mesmo na versão Kids da plataforma.

Os criadores mostram-se preocupados com a desativação de comentários, uma vez que estes são uma parte importante para o algoritmo de recomendação de vídeos. «Percebemos que os comentários são uma forma importante para os criadores construírem e ligarem-se às suas audiências (…) Também sabemos que esta é a medida certa a tomar para proteger a comunidade do YouTube», disse a empresa em comunicado.

curtir:
Em breve será possível transferir dinheiro no WhatsApp e Telegram

Em breve será possível transferir dinheiro no WhatsApp e Telegram

Para quem acha que o segmento das moedas digitais não terá futuro é melhor mudar de opinião! Apesar das quebras significativas da Bitcoin, há empresas tecnológicas que estão já a trabalhar na sua própria moeda digital. Facebook e Telegram são dois exemplos.

A notícia é recente e dá conta de que o Facebook está a trabalhar numa moeda digital. Esta será dedicada ao WhatsApp. Por outro lado, o Telegram parece estar a seguir o mesmo caminho.

A informação foi avançada pelo New York Times que revela que há grandes empresas a trabalhar na sua própria moeda digital.

Segundo as informações avançadas, o Facebook e a equipa responsável pelo Telegram estão a trabalhar numa alternativa ao Bitcoin. Esta decisão suger depois da Bitcoin mostrar algumas fragilidades e ter desvalorizado bastante. O rumor da criação de novas moedas digitais não é novo, mas existem agora mais evidências!

Facebook tem 50 engenheiros a trabalhar na moeda digital

Segundo o que é revelado pelo New York Times, atualmente existem 50 engenheiros do Facebook a trabalhar neste projeto, sendo que é importante referir que o líder do projeto é David Marcus, o antigo Presidente do PayPal. Sabe-se também que esta equipa trabalha “isolada” da outra equipa que gere a maior rede social do mundo, de acordo com dois funcionários do Facebook.

O Facebook tem vindo a investigar várias formas de usar o blockchain, a tecnologia introduzida pelo Bitcoin que possibilita manter registos partilhados de transações financeiras em vários dispositivos, em vez de depender de um grande player central como é o caso do PayPal ou o Visa.

curtir: