0
  Login
Nova técnica de química transforma resíduos de plástico em combustível limpo

Nova técnica de química transforma resíduos de plástico em combustível limpo

Os resíduos plásticos estão a invadir os oceanos e estão a contaminar o planeta. Várias ações têm sido tomadas para conter o uso de plástico. Por outro lado, investigadores desenvolveram uma técnica revolucionária onde quimicamente conseguem transformar resíduos plásticos em polímeros úteis – ou até mesmo em combustível limpo.

Mas, como será transformar lixo plástico em combustível amigo do ambiente?

Mais que reciclar é transformar o plástico num consumível limpo

Sacos, garrafas, caixas, pratos, garfos, copos e palhinhas de plástico formam concentrações eternas de lixo. Tudo isto está a contaminar o mundo. Igualmente, esta poluição está já a ser “consumida” pelos humanos, através do canal alimentar. Urgem medidas que trabalhem de forma reversa.

Assim, o  desenvolvimento destes cientistas debruça-se numa nova técnica que trabalha o polipropileno.

De acordo com um novo artigo publicado na revista Sustainable Chemistry and Engineering, este produto químico é usado para fazer de tudo, desde brinquedos a recipientes de comida.

A nova abordagem levou os investigadores a superaqueceram a água para converter o plástico num combustível tipo gasolina que poderá ser usado para abastecer veículos convencionais.

A nossa estratégia é criar uma força motriz para a reciclagem, convertendo resíduos de poliolefinas numa ampla gama de produtos valiosos, incluindo polímeros, nafta (uma mistura de hidrocarbonetos) ou combustíveis limpos.

Referiu Linda Wang, investigadora da Universidade de Purdue e líder da equipa por trás da nova técnica, num comunicado de imprensa.

Com base no que está a ser desenvolvido, esta tecnologia de conversão tem o potencial de aumentar os lucros da indústria de reciclagem e reduzir o stock mundial de resíduos plásticos.

Lixo que pode ser um produto lucrativo até para o ambiente

O polipropileno corresponde a cerca de 23% dos cinco mil milhões de toneladas de resíduos plásticos que foram lançados em aterros sanitários e no meio ambiente, de acordo com dados recentes.

Isto significa que se pudesse ser uma commodity valiosa, criaria um enorme incentivo para recuperar e reutilizar.

A eliminação de lixo plástico, seja reciclado ou atirado para fora, não significa o fim da história. Estes plásticos degradam-se lentamente e libertam microplásticos e produtos químicos tóxicos na terra e na água. Isso é uma catástrofe, porque uma vez que esses poluentes estão nos oceanos, são impossíveis de recuperar completamente.

Frisou a investigadora Wang.

Portanto, mais que o esforço em substituir e recolher o plástico, para o “tratar”, há uma nova abordagem lucrativa. Usar este lixo para criar riqueza, transformando o plástico em combustível limpo.

curtir:
Apex Legends, potencial rival de Fortnite consegue dez milhões de utilizadores em três dias

Apex Legends, potencial rival de Fortnite consegue dez milhões de utilizadores em três dias

A Electronic Arts está a apostar num rival do Fortnite onde combina elementos do The Hunger Games com Minecraft. Apex Legends conquistou dez milhões de contas em três dias

Apex Legends é o nome do rival do Fortnite que a Electronic Arts lançou no mercado. Neste título, 60 jogadores são deixados numa ilha e têm de combater uns contra os outros para sobreviver. Na quinta-feira passada, a EA anunciou ter mais de um milhão de jogadores em simultâneo e na sexta-feira o jogo foi o mais visto no Twitch, noticia a Reuters.

Fenómenos como Fortnite e PUBG apoiados pela chinesa Tencent têm forçado as editoras a reinventar-se ou a correr atrás do prejuízo para conseguir mais jogadores. Estes dois jogos popularizaram o modo battle royale com dezenas de jogadores online em simultâneo. A Electronic Arts acredita que a decisão de não ter este modo implementado no Battlefield V levou à venda de menos cerca de um milhão de unidades.

Agora, Apex Legends pode revelar-se uma cartada de sucesso. Conseguiu em três dias o mesmo número de utilizadores que o Fortnite conquistou em duas semanas depois do seu lançamento. A editora espera conseguir mais 100 milhões de dólares em receitas no ano fiscal que termina em março de 2020, graças a este jogo.
curtir: