0
  Login
Apple lança capa protetora com bateria para novos modelos iPhone

Apple lança capa protetora com bateria para novos modelos iPhone

A bateria inteligente da capa oferece cerca de 40 horas adicionais de utilização e suporta carregamento sem fio.

Já não precisa de procurar no “chinês” por capas protetoras com bateria adicional para os novos modelos de iPhone. A Apple lançou as versões oficiais para o iPhone Xs, Xs Max e Xr, com um custo de 129 dólares, independentemente do modelo. No entanto, cada um oferece autonomia adicional diferente, sendo que o modelo Xr chega às 39 horas de utilização extra em conversação.

As capas são inteligentes e estão integradas com o sistema operativo iOS, permitindo estar permanentemente ligadas ao dispositivo, suportando ainda carregamento sem fios, compatível com qualquer sistema Qi certificado. Quando ligada, os utilizadores podem ver o seu status de bateria tanto no ecrã de bloqueio, como no centro de notificações.

De salientar que a capa não rouba a entrada Lightning, que poderá ser utilizada para carregamento com fio, ou a utilização de acessórios do tipo USB-C, tais como headphones, por exemplo.

A Smart Battery Case promete ainda grande proteção ao smartphone. No interior está revestido por um tecido de microfibras para não riscar o dispositivo, e por fora é construído em silicone com acabamento suave ao toque, para ser agradável de utilizar, refere a descrição do produto.

 

curtir:
IA vai estar em todo o lado, mas o super homem está prestes a chegar

IA vai estar em todo o lado, mas o super homem está prestes a chegar

Naquele que é o primeiro Open World realizado na Europa, a Oracle fala (ou põe a falar) sobre as tendências que marcam o seu negócio e o negócio de muitas empresas. A nuvem é o espaço onde tudo acontece, a IA um dos seus “braços”.

Não acreditem em tudo o que ouvem sobre a Inteligência Artificial, aconselhou Inmaculada Martinez, uma das primeiras oradoras a pisar o palco do Oracle Open World Europe, que decorre no ExCel London.

Apresentando-se como “pioneira em Inteligência Artificial e cientista digital”, com o tema Accelerated Digitalisation, The Forces of A.I. Automation and the New Super Humans, Inmaculada Martinez falou sobre as “generalidades” de uma das tendências tecnológicas que a Oracle está a incorporar no seu portfólio de serviços e que marca conceitos adotados pela gigante tecnológica, como o autonomous software ou a Cloud 2.0.

Para começo de conversa que fique assente que os robots não nos vão substituir no trabalho. “A maior parte das tarefas precisa de alguma coisa intrinsecamente humana. Precisa de conhecimento tácito e isso não se consegue explicar por palavras”.

Também devemos pensar que as máquinas são programadas para nosso beneficio. A perita defende que a Inteligência Artificial é uma ferramenta que nos traz poder para construirmos um mundo melhor “e não para coisas más”. Por isso “sejam muito exigentes com as empresas que vos ‘assustam’ com as suas práticas de IA”, recomendou.

Além disso, os humanos são seres criadores abstratos, seres biológicos que ainda estão a descobrir o seu potencial, aponta. “Ainda estamos a descobrir, em termos científicos, o que mais o nosso cérebro pode alcançar e todos os anos somos surpreendidos com algo de maravilhoso acerca do seu funcionamento.

Para Inmaculada Martinez, estamos no início de uma super evolução. “Os nossos corpos podem não mudar – não nos vai nascer mais um braço -, mas o nosso cérebro, confrontado com os novos mundos que estamos a construir, está a desenvolver novas conexões neurais, transformando-nos numa verdadeira versão de nós próprios. E não computacionalmente…”.

 

curtir: