0
  Login
IFA 2018: Inteligência Artificial, OLED, 5G e “smart coisas” destacam-se numa feira que é cada vez mais abrangente

IFA 2018: Inteligência Artificial, OLED, 5G e “smart coisas” destacam-se numa feira que é cada vez mais abrangente

As portas da edição da IFA de 2018 abriram hoje ao público mas os últimos dois dias já foram cheios de novidades, antecipadas pelas principais empresas durante os Press Days. Os dados estão lançados e as tendências não são (muito) diferentes do ano passado.

O mercado da tecnologia continua a crescer e a IFA cresce em conjunto com este investimento cada vez mais significativo das empresas, governos e utilizadores individuais. E isso faz com que as empresas sigam o ritmo alucinante de desenvolver novos produtos e serviços de forma cada vez mais rápida, substituindo linhas de equipamentos que foram lançados há poucos meses e garantindo que os novos são sempre “melhores, mais fortes e mais rápidos”, mesmo que nem sempre assim seja.

Este ano a IFA voltou a crescer em espaço, mesmo depois de já ter alargado fisicamente a Messe de Berlim com o City Cube e de ter deslocado a área de eletrónica para um espaço noutra localização de Berlim, o IFA Global Markets na STATION Berlin. E também tem uma nova coqueluche, os carros, que se juntam ao leque cada vez mais diversificado de produtos e serviços que são expostos na feira que tem a ambição de ser a maior do mundo – e está em concorrência permanente com a CES mesmo que seja um tópico latente e pouco comentado.

A exposição que começou com os eletrodomésticos foi evoluindo gradualmente para cobrir também o mercado de computadores pessoais, telemóveis e outros gadgets relacionados à medida que as tecnologias de conetividade inteligente e mobilidade foram invadindo todos os sectores. E agora está tudo ligado, desde as escovas de dentes, os dispositivos para dormir, os fornos e fogões, frigoríficos, aspiradores… A Internet das Coisas, a robótica, os sistemas de comunicação por voz estão presentes em todos os pavilhões e também dominam as conferências e a área da IFA Next, onde têm espaço as startups e ideias mais “fora da caixa”.

Para quem acompanha o mercado das TIC a IFA é sempre o Natal antecipado, com a possibilidade de ver novos produtos e conhecer as tendências, mas também perceber o que vai chegar nos próximos meses às lojas, ou experimentar tecnologias que depois nem chegam a ser comercializadas.

Entre muitos ecrãs de televisores de tamanho e qualidade cada vez mais elevada, e onde o 8K é palavra de ordem, sistemas de som, frigoríficos, máquinas de lavar, pequenos eletrodomésticos para a cozinha, e robots aspiradores, encontram-se outras soluções e produtos, dos computadores aos assistentes inteligentes e telemóveis, embora com muito menos preponderância do que no Mobile World Congress. Mas são estas as “bancas” que atraem mais atenção, a par dos jogos e das experiências de realidade virtual e realidade aumentada.

O SAPO TEK está a acompanhar as principais novidades e já pode conhecer os anúncios da Lenovo, Motorola, LG, Samsung, Sony e Acer, entre outras, mas também está a “explorar” o ambiente da feira, onde há muitos profissionais mas também grupos de jovens, e famílias, sobretudo alemãs, a descobrir o que tem a tecnologia de novo para oferecer. Quase todos têm um smartphone na mão para partilhar experiências nas redes sociais e documentar tudo em fotografias e vídeos. E nós também.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

   

curtir:
Clientes da Atlas querem processar empresa por vazamento de dados pessoais

Clientes da Atlas querem processar empresa por vazamento de dados pessoais

A lista dos dados dos investidores de Bitcoin que vazou na última sexta-feira (24) da plataforma de investimentos Atlas Quantum deve resultar em ações judiciais promovidas por alguns dos 264 mil clientes da plataforma que tiveram os dados expostos.

Parte dos investidores afetados já entraram em contato com advogados especializados e já se fala até em uma ação em conjunto de diversos clientes contra start up.

Jemerson Damasio, 36, professor de Sistema de Informação na Unifacisa, foi uma das vítimas com quem o Portal do Bitcoin conversou. Ele afirma que está “entrando com ação conjunta” com outros clientes contra a empresa.

Damasio diz que isso é algo preocupante, pois se trata de empresas que “movimentam milhões de reais” e cada vez mais se vê no mercado de criptomoedas problemas com “a segurança de dados”.

Ele diz que entrou em contato com o Atlas Quantum e foi informado de “que os hackers não tiveram acesso aos outros dados” além daqueles que foram divulgados “porque esses estavam criptografados”.

Dhelio Ramos, advogado do Jemerson Damasio, afirmou que além dessa ação há outras que serão movidas em pequenos grupos de litisconsortes (mais de uma pessoa entrando com a mesma ação) e algumas individuais de “clientes de diversas partes do país”.

“A procura foi variada. Serão algumas ações em grupo. Os casos mais específicos serão tratadas em ações individuais. Mas, por uma questão de sigilo profissional não posso adiantar muito mais”, diz.

A advogada Graziela Brandão também sofreu com a exposição de seus dados. Ela afirma que pretende “ainda essa semana terminar de preparar a ação”.

Para Brandão, o mínimo que se espera de empresas é que haja um cuidado redobrado com segurança da informação, principalmente quando essas companhias lidam com dados financeiros.

Ela afirma que um dos clientes afetados pelo vazamento de dados a indicou para um grupo de pessoas que estaria passando pelo mesmo problema.

O resultado é de que até agora cinco usuários da plataforma contrataram o seu serviço.

“Estou analisando a situação caso a caso dos clientes interessados que estão me procurando.”

A advogada Amanda Lima também foi procurada por algumas pessoas que foram afetadas pelo ataque do hacker aos dados da Atlas. Ela, entretanto, sequer entrou em detalhes acerca do número de pessoas que estão dispostas a entrar com uma ação.

Aspectos jurídicos

“Apesar de recentemente termos assistido à aprovação da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) que estipula multa de até 50 milhões para casos similares ao da Atlas, a lei ainda não está em vigor”, afirma Graziela Brandão.

A Lei que a advogada se refere é a de nº 13.709/2018, que foi sancionada e publicada no último dia 15 desse mês no Diário Oficial da União e que só deve entrar em vigor em fevereiro de 2020 (18 meses depois). Ela é o marco legal na regulamentação de uso e proteção de dados pessoais.

Mas isso, afirma Brandão, não significa que o prejudicado pelo vazamento de dados não tem como recorrer à Justiça, ele poderá fazer isso com “respaldo na legislação cível e no Marco Civil da Internet”.

Amanda Lima diz que a ausência de regulação desse novo mercado no Brasil não é empecilho para garantir direitos dessas pessoas.

Para Lima, trata-se de uma relação entre prestadores de serviço e consumidores, o que já é regulamentado pelo Código de Defesa do Consumidor e pelo Código Civil.

“Nesse sentido, o vazamento de dados, ocorrido no último sábado, pode atrair uma responsabilidade civil para a empresa, tendo em vista que ao se analisar o contexto de responsabilidade civil no Brasil, alguns magistrados podem partir para a exclusão da culpa no contexto de caracterização do dano, aplicando a teoria do risco empresarial, trazido em cláusula geral do Código Civil”, afirma Lima.

Essa exclusão de culpa que a advogada se refere, entretanto, não abarca o “fortuito interno”. Ela explica o conceito:

“O fato imprevisível e inevitável inerente à atividade do empresário, ligada aos riscos do empreendimento, dos quais o empresário não pode se eximir de culpa, quando da concretização de dano”.

A questão não é tão simples quanto parece. Alguns juízes podem interpretar que esse vazamento dos dados não se configurou um dano em si. Mesmo que se comprove a falha na prestação de serviço, o juiz pode entender que não há “o dever de indenizar por parte da empresa”, diz a advogada.

Graziela Brandão afirma que esse seria o primeiro caso levado para o Judiciário envolvendo a exposição de dados de investidores de criptomoedas numa empresa por invasão de hacker.

Contraponto da Atlas

Portal do Bitcoin entrou em contato com a Atlas. Em resposta, a empresa afirmou que emitiu um comunicado oficial em relação ao ocorrido e que o acontecido está passando por investigação da Justiça.

O comunicado diz o seguinte:

“O Atlas Quantum ficou ciente do vazamento de dados dos seus clientes no final da noite de sábado e, desde então, a equipe está conduzindo uma investigação junto as autoridades e a assessoria de segurança de informação para avaliar o ocorrido.

O incidente está relacionado a alguns dados cadastrais da base de clientes e não afeta bitcoins em custódia ou contas nas exchanges. Em poucos minutos, a empresa tomou medidas imediatas de segurança para garantir que dados, senhas e chaves privadas permanecessem criptografadas. Por isso, algumas funcionalidades da plataforma foram desabilitadas temporariamente”.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

   

curtir:
IFA 2018: Sony apresenta Xperia ZX3 com Android Pie

IFA 2018: Sony apresenta Xperia ZX3 com Android Pie

Mitsuya Kishida, o presidente da Sony Mobile subiu ao palco para introduzir um novo modelo dos smartphones de topo da fabricante.

Durante a conferência da Sony, o presidente da divisão mobile, Mitsuya Kishida, revelou o Xperia ZX3, o seu novo smartphone topo de gama, que será um dos primeiros equipamentos alimentados pelo novo sistema operativo Android Pie.

O novo modelo tem um ecrã de 6 polegadas, um pouco maior que o XZ2, que tinha 5,7 polegadas. O tamanho reflete-se num aumento substancial da resolução, apresentando agora 2880×1440, contra os 2160×1080 da versão anterior. O equipamento troca também o ecrã LCD em Full HD para um sistema OLED Quad HD. É a primeira vez que a Sony lança um smartphone com a tecnologia OLED, inspirado nas suas televisões da linha Bravia. Para além de uma maior eficiência energética, o dispositivo ganha imagens com cores mais vibrantes e melhores contrastes.

No interior, o equipamento mantém as mesmas configurações de hardware. Terá um processador Qualcomm Snapdragon 845, uma gráfica Adreno 630, assim como as opções de armazenamento, com 64 GB, expansível através de cartões microSD e 4 GB de RAM. Mas a bateria terá maior autonomia, com 3.330 mAh face aos 3.180 mAh do ZX2.

O smartphone terá uma câmara traseira de 19 MP e uma frontal para selfies de 13 MP e como o anterior, permitirá gravar vídeos a 4K. A nova interface de utilizador e o sensor lateral com inteligência artificial vai permitir uma navegação mais facilitada quando utilizada apenas uma mão. Tocando duas vezes seguidas em qualquer área do ecrã será lançado o app launcher que prevê quais as aplicações que o utilizador deverá necessitar e as respetivas definições, baseado na sua utilização, a hora do dia, localização, frequência de uso.

O Xperia ZX3 chega ao mercado em setembro e custará cerca de 900 dólares, mais 100 que o anterior modelo. Como incentivo a compra, quem fizer a pré-encomenda do equipamento recebe uma versão digital de Call of Duty: Black Ops.

 

curtir:
Governo da Venezuela obriga bancos a aceitarem criptomoeda Petro

Governo da Venezuela obriga bancos a aceitarem criptomoeda Petro

Enquanto o país luta para sair de uma grave crise política e econômica, o governo da Venezuela determinou que os bancos públicos e privados adotem a criptomoeda Petro como unidade conta, conforme pelo site da France24 nesta terça-feira (28).

Agora todas as informações financeiras deverão ser denominadas tanto no Bolívar Soberano como na Petro, criada pelo ditador no início do ano e adotada como moeda oficialda estatal petrolífera PDVSA desde 20 de agosto.

A medida, tomada pela Superintendência das Instituições do Setor Bancário da Venezuela (SUDEBAN), através da Circular SBI-II-GGR-GNP 14226, de 23 de agosto, é parte das tentativas desesperadas de Maduro para evitar cinco anos de recessão e a inflação que o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê atingir 1.000.000% neste ano — mais de 2 milhões de pessoas fugiram do país após a crise.

De acordo com as novas regras, os bancos deverão realizar ajustes em suas plataformas a fim de prover aos clientes as diferentes telas de consultas e instrumentos de cobrança, que deverão constar em bolívares soberano e petros, mostrou o site Escaracas.

A referida unidade de conta ‘petro’, cujo valor é de aproximadamente US$ 60, deve ser corrigida de acordo com o valor publicado diariamente pelo Banco Central da Venezuela.

A Petro foi anunciada pela primeira vez no início de dezembro de 2017 por Nicolás Maduro como uma forma de contornar as sanções dos EUA, em meio a uma crise econômica e hiperinflação da antiga moeda oficial, o Bolívar.

Na ocasião, Maduro disse que a criação da criptomoeda era para que o país avançasse em matéria de soberania monetária, realizasse transações financeiras e, assim, vencer o bloqueio americano.

Maduro ordenou, então, que as empresas estatais usassem a criptomoeda para compra e venda de produtos e serviços — elas deviam realizar uma porcentagem de suas vendas e compras em Petro.

Recentemente o governo mudou o Bolívar para o Bolívar Soberano, que agora é a moeda oficial venezuelana, e cortou cinco zeros na conversão. Maduro, em seu anúncio, disse que as alterações mudarão as finanças do país “de forma radical”.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

   

curtir:
Tesla lançou um carregador sem fios… para smartphones

Tesla lançou um carregador sem fios… para smartphones

Depois de se ter aventurado no mercado das pranchas de Surf, a Tesla lançou agora um novo produto direcionado para… smartphones.

Trata-se de um carregador sem fios, designado de Tesla Wireless Charger, que pode ser adquirido online.

A Tesla é uma das marcas mais populares no segmento dos veículos elétricos. Além disso, a empresa tem também produtos direcionados para a casa, como é o caso da Tesla Powerwall, uma bateria revolucionária capaz de armazenar energia com capacidade para alimentar energicamente uma habitação.

Além da Powerwall, a empresa de Elon Musk tem também telhados solares, com funcionalidades semelhantes às dos painéis solares. Este projecto tem a colaboração da empresa SolarCity que produz as telhas solares, idênticas às telhas convencionais, mas que podem ter texturas únicas, graças a técnicas de impressão hidrográficas.

Agora a Tesla apresentou e já tem à venda o Tesla Wireless Charger, um carregador sem fios para smartphones.

Tesla Wireless Charger

O Tesla Wireless Charger consiste numa base de carregamento indutivo alimentado por bateria uma bateria de 6000 mAh (22,2Wh).

Além de permitir o carregamento sem fios de dispositivos, é possível carregar equipamentos via interface USB.

De acordo com as informações publicadas no próprio site da Tesla, este carregador sem fios custa 65 dólares, cerca de 56 euros.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

   

curtir:
Bolsa brasileira de criptomoedas suspende saques de clientes

Bolsa brasileira de criptomoedas suspende saques de clientes

A corretora brasileira de criptomoedas CoinX está há uma semana sem liberar os saques dos usuários. Dezenas de clientes estão sem acesso aos Bitcoins e ao dinheiro desde pelo menos sexta-feira passada (17).

A empresa alega que o problema foi causado pela adição de duas moedas desconhecidas. Conforme a CoinX, os novos criptoativos são a Zeus Blockchain e a Buckle — nenhuma delas listadas no site Coin Market Cap (principal referência em valor de mercado de criptomoedas). Uma prática bastante rara no mercado exchanges.

O sistema de atendimento da exchange deu diversos prazos de retorno do sistema aos clientes — o mais recente é que a situação vai se normalizar até segunda-feira, com início dos depósitos no final da tarde desta sexta.

Um dos sócios da empresa, André Luis Gardenal, que também atua como gerente administrativo, disse ao Portal do Bitcoin que será feita uma operação manual para atender todos mais de 100 pedidos de saques e que todo o dinheiro será devolvido. “Tudo será resolvido. Queremos crescer muito ainda”, afirmou.

Ele não garantiu que todos os pagamentos em dinheiro serão feitos até segunda-feira, por causa do lentidão no processo. Os saques em criptomoedas devem demorar mais e não há uma previsão neste caso.

Aos clientes, a empresa disse que os problemas estavam sendo causados por problemas na implementação de duas novas criptomoedas. Contudo, esta informação só foi repassada 48 horas depois do travamento.

Além de estar com o dinheiro retido, a angústia dos prejudicados vem aumentando, porque não foi a primeira promessa da corretora. Em conversas com o atendimento ao cliente foi prometido a resolução do problema para quinta-feira (23). Para piorar, o site da empresa chegou a ficar brevemente fora do ar no sábado.

Conforme os usuários, os problemas vêm se acumulando desde o início do mês, com a demora de 48 horas para retirar o dinheiro. Gardenal disse que a mudança no tempo dos saques foi informada na homepage site da corretora, embora nenhum email com o aviso tenha sido disparado.

No site da Coinx, não há nenhuma referência sobre quem são os responsáveis pela empresa. O domínio da empresa, porém, está registrado em nome de Myungsun Jung, que possui outros empreendimentos em Curitiba como Moda Tiara Vestuário, Amigo Frango Lanchonete e escola de estética Golden Nail.

Documentos obtidos no Serasa mostram que a empresa tem mais três sócios. Os já citados Gardenal tem 5%, Myungsun Jung tem 19%. Os demais sócios são Yang Lim Chang Suh e Paula Yun Joo Chang, com 53% e 23% respectivamente.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

   

curtir:
Pixel 3 e 3 XL podem chegar a 9 de outubro

Pixel 3 e 3 XL podem chegar a 9 de outubro

A mais recente fuga de informação dá como certa a data e o local da apresentação dos novos smartphones da Google

Google deverá apresentar o Pixel 3 e Pixel 3 XL a 9 de outubro em Nova Iorque, avança a Bloomberg. Recorde-se que o primeiro Pixel foi anunciado a 4 de outubro de 2016 e que o Pixel 2 foi revelado no mesmo dia do ano seguinte, sendo que ambos os eventos de apresentação decorreram na Califórnia.

Os novos smartphones têm sido alvo de fugas de informação nas últimas semanas, em particular a versão de maior dimensão. Assim, espera-se que o Pixel 3 XL tenha notch, auscultadores para ligar à porta USB Tipo C e um software que permite captar selfies com uma espécie de grande angular na câmara frontal, revela o The Verge.

De acordo com 9to5Google, as fugas de informação têm sido particularmente intensas porque foram roubadas umas unidades que chegaram ao mercado negro da Ucrânia e que estavam a ser vendidas a 2 mil dólares cada.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

   

curtir:
Bitcoin opera em alta e volta aos US$ 7.000; criptomoedas acompanham

Bitcoin opera em alta e volta aos US$ 7.000; criptomoedas acompanham

O preço do bitcoin iniciou ontem (27), às 20:00, mais um movimento de alta, subindo US$ 200 em menos de uma hora. Hoje, às 8:00, o movimento continuou e a criptomoeda já é negociada acima dos US$ 7.000.

No Brasil, de acordo com o Índice de Preço do Bitcoin (IPB), a cotação do BTC opera em alta de +3,99% (R$ 1.101,18) nesta terça-feira (28), sendo negociado a R$ 28.674.

Com esse movimento, o bitcoin atinge seu maior patamar dos últimos 20 dias após ter sido negociado abaixo dos US$ 6.000, mostrando uma valorização de 20% desde então.

Novos dados da CFTC revelaram uma queda nas operações vendidas de bitcoin (shorts), levando os traders a renovar as expectativas de uma forte recuperação até o final do ano. Os usuários também estão aguardando a decisão da SEC sobre vários pedidos de ETF de bitcoin. Fora isso, nenhuma nova notícia relevante saiu para justificar essa alta, sendo apenas um movimento natural do mercado.

Criptomoedas acompanham a recuperação

Depois de algumas semanas em queda, as principais criptomoedas do mercado também voltaram a se recuperar da pior queda de 2018, quando a soma do valor de mercado delas caiu abaixo dos US$ 200 bilhões.

Em destaque estão a IOTA e Dash, com altas superiores a 20% nas últimas 24 horas. O Ethereum também opera em alta mas um pouco mais tímido, com apenas 3,77%, sem conseguir recuperar o nível de US$ 300.

O marketshare do bitcoin continua próximo ao seu maior patamar de 2018, 53%, seguido pelo ethereum, com quase 13%.

O valor de mercado das criptomoedas está em US$ 228 bi, 20% a mais que duas semanas atrás.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

   

 

curtir:
Reino Unido prepara sistema próprio de GPS. Brexit pode excluí-los do Galileo

Reino Unido prepara sistema próprio de GPS. Brexit pode excluí-los do Galileo

O Reino Unido está a preparar-se para se orientar sozinho. Vão investir 100 milhões de libras para começar a explorar opções, já que ainda não é claro se o país terá acesso total ao sistema de posicionamento global que está a ser desenvolvido pela União Europeia, o Galileo.

Segundo informação avançada pelo Sunday Telegraph, o ministro das Finanças britânico Philip Hammond, aprovou o investimento para estudar a criação de um sistema de satélite próprio, cujo plano deverá ser anunciado esta semana.

A Comissão Europeia já começou a excluir algumas empresas britânicas de trabalhos no Galileo, o projeto de geolocalização desenvolvido para rivalizar com o sistema norte-americano, o GPS. O investimento foi de dez mil milhões de euros, e o sistema deverá estar operacional em 2020.

O Reino Unido vai poder continuar a usar o sinal aberto do GPS europeu, mas as forças militares deverão ver o acesso negado à versão encriptada, que é mais detalhada e fornece a localização precisa. O investimento no Galileo por parte do governo britânico foi de mil milhões de libras, valor que deverão exigir que seja devolvido, caso seja mesmo excluído do sistema.

Criar um sistema de posicionamento global próprio poderá custar aos britânicos três mil milhões de libras, de acordo com as estimativas de especialistas na área citados pela Reuters.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

     

curtir:
Corretora de criptomoedas da Coreia do Sul lucra US$ 100 milhões no terceiro trimestre

Corretora de criptomoedas da Coreia do Sul lucra US$ 100 milhões no terceiro trimestre

A UpBit, maior exchange de criptomoedas da Coreia do Sul, declarou ter lucrado US$ 100 milhões no terceiro trimestre de 2018. É o melhor resultado da empresa desde seu lançamento, em 2017. A Bithumb, segunda maior exchange no país, viu seu lucro despencar para US$ 39 milhões.

Os dados foram levantados pelo Repositório de Arquivos Corporativos da Coreia (DART, em inglês), e publicados na última quinta feira (23) pelo veículo de imprensa local Yonhap.

Analistas de criptomoedas na Coreia do Sul têm acompanhado a evolução da UpBit, que vem observando aumento exponencial de seus lucros. Logo após dois meses de seu lançamento, a companhia já havia acumulado lucro de US$ 100 milhões, detendo US$ 1,2 bilhão em ativos de empresas.

Com esse desempenho, a UpBit passa a ser oficialmente a maior exchange de criptomoedas da Coreia do Sul, superando a BitHumb. Segundo reportagem da CCN, analistas identificaram o envolvimento da Kakao e sua subsidiária Dunamoo como o maior fator para o crescimento da exchange.

A Kakao está envolvida nas operações técnicas da UpBit. Com um mês de existência, a companhia já dominou cerca de 90% das empresas fintech no país, graças ao aplicativo de pagamentos KakaoPay. A empresa busca aceitar criptomoedas em sua plataforma em breve, mas o aplicativo já é integrado com a UpBit.

Há dois meses, a exchange teve sua sede em Seul inspecionada por policiais que apreenderam computadores, servidores e discos rígidos à procura de atividades suspeitas e comércio ilegal. Entretanto, a investigação concluiu que nenhuma prática ilegal estava sendo cometida, o que teria aumentado a visão de legitimidade da empresa.

Enquanto isso, sua maior concorrente, a Bithumb, viu seu lucro anual cair 80%, de US$ 400 milhões, em 2017, para apenas US$ 39 milhões neste ano, até o momento. A principal causa da queda da lucratividade da empresa é a violação de segurança sofrida em junho, o que custou US$ 40 milhões à companhia, além de paralisar as atividades durante um mês.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

   

curtir: