0
  Login
Smartwatches tornam-se ferramentas espiãs

Smartwatches tornam-se ferramentas espiãs

Pequenos acessórios inteligentes, como os smartwatches ou os fitness trackers, são vulgarmente utilizados em actividades desportivas para monitorizar os sinais vitais e enviar notificações ao utilizador.

Para executar estas funções, a maioria está equipada com sensores de aceleração (acelerómetros), muitas vezes combinados com sensores de rotação (giroscópios) para contagem de passos e identificação da posição do utilizador.

Os especialistas da Kaspersky Lab decidiram examinar que tipo de informação poderiam estes dispositivos fornecer a terceiros não autorizados, e analisaram mais detalhadamente vários smartwatches de diferentes fornecedores.

Os especialistas desenvolveram uma aplicação para smartwatches que grava os sinais dos acelerómetros e giroscópios integrados nos dispositivos. Os dados obtidos foram depois guardados na memória do dispositivo ou transferidos para o telemóvel emparelhado por Bluetooth.

Ao utilizar algoritmos matemáticos disponíveis para a fonte de computação do dispositivo, foi possível identificar padrões de comportamento do utilizador, os períodos quando e onde este se movimentava, e durante quanto tempo o fazia.

Mais importante ainda, foi possível identificar actividades sensíveis do utilizador, incluindo aceder ao computador com uma passphrase (com 96% de precisão), introduzir um código PIN num multibanco (cerca de 87%) e desbloquear um telemóvel (aproximadamente 64%).

Os dados dos sinais recolhidos formam um padrão comportamental único do utilizador do dispositivo. Recorrendo a esta informação, uma terceira entidade poderá tentar identificar a identidade do utilizador – que através do email utilizado para registar e aceder à aplicação ou através das credenciais de acesso da conta Android.

Após este passo, é apenas “uma questão de tempo até que todas as informações da vítima sejam compiladas, incluindo a sua rotina diária e os momentos em que acede a informações importantes. E, considerando o valor cada vez mais elevado das informações privadas dos utilizadores, estamos cada vez mais próximos de uma realidade onde terceiros monetizam este vector”.

Mas, mesmo que este exploit não seja capitalizado, os hackers poderão utilizá-lo para os seus propósitos maliciosos, e as possíveis consequências estão limitadas apenas pela imaginação e pelo nível de conhecimento tecnológico.

A Kaspersky Lab aconselha os utilizadores a prestar atenção às seguintes particularidades quando utilizarem acessórios inteligentes:

1) Se a aplicação envia pedidos para recolher informações da conta do utilizador, é motivo para preocupação – porque os hackers podem construir um perfil digital do utilizador a partir dos dados compilados;
2) Se a aplicação necessita de permissão para enviar dados de geo-localização, é ainda mais preocupante. Não conceda permissões às aplicações de fitness ou utilize o seu email profissional como acesso à aplicação;
3) Um consumo elevado da bateria do dispositivo pode também ser um aviso. Se o acessório gasta toda a bateria em algumas horas em vez de um dia, verifique as suas atividades – pode estar a fazer registo dos sinais ou a enviá-los a terceiros.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

curtir:
Atlético-PR e Corinthians Fecham Parceria com Startup de Criptomoedas

Atlético-PR e Corinthians Fecham Parceria com Startup de Criptomoedas

O Atlético-PR divulgou nesta sexta-feira (29) por meio de uma coletiva de imprensa na Arena da Baixada a parceria com a startup francesa Inoovi LTD, que tem sede em Hong Kong e é detentora do token “IVI”, uma criptomoeda criada especificamente para uso dentro do esporte.

Em um vídeo publicado no site oficial do clube e distribuído em redes sociais, o presidente do Conselho Deliberativo do ‘Furacão’, Mario Celso Petraglia, apresentou o novo parceiro e explicou sobre a nova missão do clube. Ele anunciou a sociedade como uma “inovação no mercado esportivo brasileiro”.

Os benefícios a partir do uso do ‘IVI’ vai depender de como foi feito o contrato, pois ele muda de clube para clube, conforme a estrutura da instituição.

Porém, segundo informações no site da Inoovi, há um leque de vantagens, como assistir a treinos fechados, reunião com os jogadores, sala VIP durante as partidas, artigos autografados pelos atletas, descontos em eventos e compras com descontos nas lojas parceiras.

“O Atlético paranaense, dentro da sua cultura e filosofia de inovação e vanguarda fica lisonjeado por esta alternativa [oportunidade] que nos foi dada, de sermos escolhidos dentre os maiores clubes do mundo”, disse o presidente do rubro-negro.

Petraglia pediu serenidade e paciência para todos, ressaltando que o mercado de criptomoedas ainda é um assunto muito complexo e nem todo mundo ainda tem facilidade no entendimento de como ele funciona.

“As criptomoedas se valorizaram e nós não temos nenhuma dúvida sobre isso. Eu, particularmente, farei parte da compra desta moeda como investimento para as minhas poupanças [finanças] pessoais e recomendo a todos”, disse o presidente do Furacão.

O que diz o contrato

De acordo com o contrato firmado entre as partes, o clube tem 12 meses de carência para começar então a usar a criptomoeda.

Durante esse período ele terá a responsabilidade de promover a empresa e a criptomoeda por meio de inserção nos uniformes do clube, no site e incentivar o uso pelos atletas, diretoria, conselheiros e torcedores.

Essas atribuições são a contrapartida do clube que consta no contrato, que não tem prazo determinado para encerrar.

Após o prazo de um ano, o clube, como empresa, tem o compromisso de utilizar a criptomoeda nos negócios financeiros, como pagamento de salários, direitos econômicos e luvas (valor de adiantamento por um contrato).

Questionado se o clube vai receber algum dinheiro pela parceria, Petraglia disse que sim, mas não muito, apenas para ajudar o clube a iniciar uma campanha promocional do projeto.

Riscos

Um jornalista provocou o presidente se o clube correria algum risco financeiro e se após a compra dos tokens, qual seria o prazo que os investidores teriam para reverter a compra em reais, o que não condiz com o mercado de criptomoedas.

Quando se compra um criptoativo a transação é irreversível, porém o investidor pode aplicá-lo numa corretora que o aceite e daí sim convertê-lo na moeda fiat desejada. Mesmo assim, o executivo do clube o respondeu.

“Risco em negócios existe sempre. Nós examinamos e da forma que nos ofereceram, o risco [para o clube] é nulo. Todos têm uma condição prévia de se envolver ou não num negócio. Quanto ao prazo, isto é como uma bolsa de valores, eu vou comprar e investir. No momento em que eu entender que devo vender eu vou vender. E ela [a criptomoeda] poderá estar acima ou abaixo do valor que eu paguei. É bolsa, quando a gente acha que o Euro vai subir a gente compra, e quando a gente acha que vai cair a gente vende, ou como o dólar”, respondeu Petraglia.

Lucratividade

Outro jornalista perguntou sobre lucratividade. Petraglia disse que pretendia o suficiente para transformar o clube. Ele também lembrou que desde quando chegou na agremiação (1994) o Atlético-PR já cresceu [em dólar] mais de 50 vezes. E é essa a proposta de lucratividade, “tornar a instituição maior”.

O CEO e presidente da Inoovi, Loic Lacam, que estava presente para assinar a parceria, apenas seguiu o protocolo.

“A IVI apoiará na transição para um novo modo de operação dentro de uma organização que envolve diretamente os fãs que apoiam os jogadores”, disse Lacam.

Lançada há quatro meses, a IVI passou de € 0,10 para € 1,00 (cerca de R$ 4,50) e a tendência, segundo o advogado do clube, Marcelo Amoretty, é que ela cresça ainda mais porque agora os clubes estão ajudando a promovê-la.

Corinthians

Amoretty disse que os primeiros clubes brasileiros a fecharem parceria com a Inoovi foram Atlético-PR e Corinthians.

Ele também citou alguns clubes europeus que estão em fase de negociação, como os turcos Besiktas, Fenerbahce e Galatasaray, o ucraniano Shakhtar Donetsk que recentemente aderiu ao projeto e também grandes clubes da China e da Europa que, segundo ele, só os maiores clubes são procurados.

No momento final da frase de Amoretty o dirigente do Furacão brincou: “É negócio pra gente grande”, recebendo risos dos jornalistas presentes.

No site da startup tem a informação de que o Sport Club Corinthians Paulista, do Brasil, está engajado na ‘IVI’ e já adquiriu uma enorme quantia, mas não dá maiores detalhes.

Um usuário que promovia o token no fórum do Stake, inscrito como ‘Cazkys’, anotava no início deste mês que o clube paulista havia comprado 200 milhões de unidades da ‘IVI’. O mesmo aconteceu no fórum do Bitcointalk com um usuário homônimo da Inoovi.

Clubes pioneiros nas criptomoedas

No início do ano, duas equipes de futebol bem distintas se envolveram na esfera das criptomoedas, o Arsenal Football Club da Inglaterra e o paulista Clube Atlético Bragantino.

O Arsenal assinou um acordo de patrocínio com a CashBet Coin. A CashBet é uma empresa de jogos on-line da Califórnia (EUA).

O acordo vai proporcionar publicidade no estádio nos jogos da liga inglesa. A Premier League possui um “alcance” global de mais de 600 milhões de residências.

Já o Bragantino, no mesmo período entrou em campo com um novo patrocinador estampado em seu uniforme, a Nação Trader, empresa detentora da criptomoeda Martexcoin.

Isto foi consequência da ação tomada pelo clube no início do ano quando começaram a aceitar pagamentos de patrocínios em criptomoedas.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

curtir:
Este robot trata da sua postura

Este robot trata da sua postura

Com o Giiro, os olhares de julgamento são o melhor remédio. O robot está em fase de financiamento comunitário na plataforma Kickstarter e prometer ser inconveniente cada vez que o apanhar com a postura errada.

A falta de postura é uma epidemia contemporânea. Ao contrário das imagens enxutas e direitas que povoam os quadros do renascimento, as pessoas têm agora tendência para castigar a coluna e o pescoço graças aos hábitos que ocupam a rotina das pessoas do século XXI. Ao trabalho de secretária, que “obriga” a uma flexão da espinha em direção ao computador, ou à utilização do smartphone, cabem a maior parte da culpa deste problema. Mas há uma empresa que pretende resolver a situação com um robot “mandão”.

No Kickstarter, vai encontrar o Giiro, um companheiro atento que foi desenvolvido para o corrigir sempre que estiver sentado numa posição desfavorável para o seu corpo. E se tender a “entortar” mesmo quando está de pé, o Giiromat vai encarregar-se de o avisar para distribuir melhor o seu peso.

As empresas responsáveis por este par de gadgets são a sul-coreana Gaze Lab e uma startup chamada Morethings. Ambas são especialistas em Internet das Coisas e sensores inteligentes.

A Gaze Lab já tem outros produtos criados para este segmento, mas o robot Giiro oferece um nível de interação que os anteriores não permitiam. Se estiver mal sentado, por exemplo, o gadget imita a sua posição e olha-o de soslaio para o relembrar que ele está à espreita.

Sempre que for apanhado com uma postura incorrecta, o Giiro, que parece um pequeno Minion, vai apresentar um X no lugar do único olho que tem na cabeça. Se colocar uma perna atrás da outra, o robot vai olhá-lo de lado até que corrija este pormenor. Ao todo são nove, as expressões diferentes que o Giiro pode apresentar.

Para além do robot e do tapete, pode ainda emparelhar estes gadgets com uma app que assegura a monitorização da sua postura durante o dia, chegando a registar pormenores, tais como os pontos da sola do pé onde exerceu mais pressão durante o dia.

Note que o Giiro pode ser emparelhado com a Alexa.

O robot vai começar a sair da fábrica em dezembro, caso a Gaze Lab consiga atingir a meta de financiamento no Kickstarter. A fasquia está nos 20 mil dólares, mas o projeto ainda não ultrapassou os 2 mil.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

curtir:
Usuário Movimenta Mais de R$ 1 Bilhão em Bitcoin e Paga 16 Centavos de Taxa

Usuário Movimenta Mais de R$ 1 Bilhão em Bitcoin e Paga 16 Centavos de Taxa

Um usuário realizou uma transferência de 48.500 bitcoins na quarta-feira (27) e pagou apenas 0.00000675 BTC de taxa.

De acordo com a cotação do bitcoin do IPB, o usuário movimentou R$ 1.1 bilhão e pagou 16 centavos de taxa.

A transação rapidamente se espalhou pelas comunidades de criptomoedas no mundo, não apenas pela quantidade de bitcoin sendo movimentada mas sim pela eficácia em contornar um grave problema das altas taxas que o bitcoin passou.

No final do ano passado, o bitcoin sofreu e foi muito atacado por causa de suas taxas, principalmente em dezembro, quando elas chegaram a atingir mais de R$ 100 para realizar uma simples movimentação.

Na época, a rede confirmava quase 400.000 transações por dia. Desde então, as transações confirmadas caíram pela metade. Em dezembro, a rede chegou a ter mais de 220 mil transações esperando confirmação. Atualmente, pouco mais de 1.000 transações estão esperando confirmação. Uma movimentação está levando menos de dez minutos.

Segwit, Lightning Network e Batching

Claro, as transações caíram pela metade desde o pico de dezembro, mas algumas outras coisas também foram responsáveis pela queda nas taxas.

O uso do SegWit já está superior a 40%. Outra medida, o Batching, permite que se juntem transações, diminuindo-as de tamanho e consequentemente diminuem as taxas.

A implementação do protocolo Segwit também foi vital para garantir que a Lightning Network, outra solução popular, pudesse funcionar.

A Lightning Network é uma solução de escalonamento fora do blockchain que promove o uso do Bitcoin para micropagamentos. Essa solução de escala específica utiliza canais de pagamento e endereços multi-assinatura para garantir que todas as partes recebam o dinheiro estipulado. Ao usar este sistema, milhares de transações poderiam ser feitas por segundo e com taxas irrisórias.

A Blockstream, empresa líder em infra-estrutura e desenvolvimento de criptomoeda, recentemente anunciou que a adoção da Lightning Network cresceu a um ritmo impressionante, dizendo:

“Hoje, existem aproximadamente 7.800 canais abertos com 26 BTC de capacidade. Esse é um aumento de 16.856% nos canais e um aumento de 4.084% na capacidade do canal em 6 meses! ”

Espera-se que a adoção de soluções de escalonamento possa continuar, à medida que o Bitcoin começa a infiltrar-se nos sistemas financeiros tradicionais, encontrando um lugar no comércio diário.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

curtir:
Bitcoin tem Maior Marketshare no Mercado de Criptomoedas

Bitcoin tem Maior Marketshare no Mercado de Criptomoedas

O marketshare do Bitcoin atingiu o maior patamar dos últimos 70 dias – um sinal de que os investidores estão provavelmente tirando seu dinheiro de criptomoedas alternativas e indo para o criptoativo de maior relevância no mercado.

Segundo o CoinMarketCap, o indicador subiu para 42,74%, o nível mais alto desde 14 de abril. O Índice de Dominância é um indicador que monitora o percentual do total de valor de mercado de uma criptomoeda em relação ao mercado todo. Assim, uma taxa de dominância crescente significa essencialmente que a demanda por bitcoin está maior em relação às outras.

Um fluxo em direção ao bitcoin é geralmente visto em momentos que precedem uma alta, já que é uma rota comum para o dinheiro fiduciário entrar no mercado de criptomoedas.

Por exemplo, a taxa de dominância do BTC aumentou de 38% para 66,5% nos seis meses até dezembro de 2017 – uma época em que a criptomoeda subiu de US$ 1.760 para US$ 20.000. No entanto, ele também tende a aumentar durante os períodos de aversão ao risco – quando os investidores saem das altcoins, que possuem um maior risco, e vão para o bitcoin e, possivelmente, para moeda fiduciária.

E é o último cenário que provavelmente estamos testemunhando atualmente. Nas últimas sete semanas, o BTC caiu de US$ 9.990 para US$ 5.755 e, ainda assim, a taxa de dominância do BTC passou de 35,78% para 42,75%.

Assim, o que parece é que, neste momento, muitos investidores estão preferindo dinheiro fiduciário (Real, Dólar, Euro) a qualquer moeda criptografada, incluindo bitcoin.

Se os preços começarem a subir junto com a taxa de dominância do BTC, no entanto, isso poderia significar que os mercados de criptomoedas chegaram ao fundo, finalmente encontrando um suporte depois de meses de queda.

Bitcoin se mantém acima dos US$ 6.000

Após chegar aos US$ 5.755 no sábado (23), o preço encontra-se estabilizado acima dos US$ 6.000. No Brasil, de acordo com o Índice de Preço (IPB), a cotação do bitcoin está em R$ 24.065 após operar em alta de +1,62% nesta quarta (27).

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

curtir:
Estão reunidas todas as condições necessárias à vida numa das luas de Saturno

Estão reunidas todas as condições necessárias à vida numa das luas de Saturno

Cientistas descobriram que o sexto maior satélite natural de Saturno, Encélado, tem moléculas orgânicas complexas necessárias para haver vida, que provêm de aberturas do fundo do mar desta lua

Uma das luas de Saturno, Encélado, onde foi, anteriormente, descoberto um oceano líquido debaixo da sua crosta gelada, é o único corpo além da Terra que passa a reunir os requisitos básicos necessários para que haja vida, tal como se conhece. Isto porque, numa investigações de cientistas da Universidade de Heidelberg, na Alemanha, foram descobertas moléculas orgânicas complexas provenientes do oceano subterrâneo deste satélite – e que foram lançadas para o Espaço.

Este tipo de moléculas tinha sido apenas encontrado na Terra e em alguns meteoritos analisados. Agora, foram revelados dados recolhidos e enviados pela sonda espacial Cassini, antes da sua morte, em setembro do ano passado, que provam a existência de substâncias ricas em carbono.

Ao The Independent, Frank Postberg, um dos autores do estudo e quem liderou a pesquisa, disse que estas “moléculas orgânicas complexas não garantem, por si só, um ambiente habitável, mas que, ao mesmo tempo, são precursoras necessárias para a vida”. Esta é a primeira descoberta de sempre de organismos deste tipo de complexidade num ambiente aquático extraterrestre.

A nível geológico, já tinha sido possível perceber – também através de dados recolhidos pela Cassini, há mais de dez anos- que a Encélado é muito complexa: além do oceano de água salgada, onde existe atividade hidrotermal, e da sua crosta gelada com mais de 20 quilômetros de espessura, foram identificados compostos orgânicos como o metano e o hidrogênio. Além disso, percebeu-se que este satélite tem uma enorme fonte de calor.

“O hidrogênio fornece uma fonte de energia química que suporta os micróbios que vivem nos oceanos da Terra próximos às fontes hidrotermais”, afirma Hunter Waite, co-autor do estudo no Instituto de Investigação de Southwest (Southwest Research Institute). Depois de ter sido identificada uma potencial fonte de alimento para os micróbios, a próxima questão, segundo o investigador, tem a ver com a natureza destes compostos orgânicos no oceano. “Este artigo representa o primeiro passo para essa compreensão”, diz.

O estudo, publicado na revista científica Nature, pode indicar que esta lua, embora muito distante, é um dos lugares do Sistema Solar mais prováveis para sustentar a vida como é conhecida. Apesar de não haver missões planeadas como a Cassini, para continuar as investigações, Frank Postberg diz que a tecnologia existe e que espera, nos próximos anos, que novos projetos sejam definidos. “Temos um ambiente habitável e temos meios para investigar se há vida ou não lá”, refere.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

curtir:
smartphone topo de gama da LG poderá contar com cinco câmaras

smartphone topo de gama da LG poderá contar com cinco câmaras

Duas frontais, com suporte para tecnologia de reconhecimento facial, e três traseiras, com capacidade para recriar efeitos fotográficos impossíveis de concretizar com um número inferior de lentes.

De acordo com o portal Android Police, a LG está já a planear o desenvolvimento do seu próximo topo de gama. A novidade, neste caso, diz respeito a uma das alegadas características do equipamento, que poderá contar com cinco câmaras.

O smartphone, que segundo o leaker Evan Blass terá o nome de LG V40 ThinQ, poderá ter duas câmaras frontais, com suporte para reconhecimento facial, e três lentes traseiras que vão potenciar uma série de efeitos fotográficos, impossíveis de recriar ao pormenor com um número inferior de câmaras.

No que toca às restantes especificações, a atualização deverá manter-se dentro do esperado, com um upgrade a nível do processador para Snapdragon 845, um display com notch e altifalantes com sistema Quad DAC.

O telemóvel ainda não tem data de lançamento marcada e a LG tem agora um calendário incerto. Recorde-se que no início do ano, a empresa sul-coreana anunciou que só lançaria smartphones quando achasse pertinente, de acordo com as ideias, os recursos e o estado do mercado.

Depois de a Huawei ter apresentado um dos primeiros smartphones a contar com duas câmaras traseiras, a marca foi também pioneira na introdução de uma terceira lente traseira. A característica pode ganhar popularidade nos próximos meses, uma vez que a LG não é a única empresa que está a ponderar a integração de três câmaras no seu próximo flagship. De acordo com dois portais sul-coreanos, a Samsung quer aproveitar o S10 para estrear um equipamento semelhante.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

curtir:
APLICAÇÃO MÓVEL AJUDA CRIANÇAS COM DIFICULDADES DE FALA

APLICAÇÃO MÓVEL AJUDA CRIANÇAS COM DIFICULDADES DE FALA

É lançada hoje a aplicação móvel de apoio à terapia da fala que vai ajudar o desenvolvimento de motricidade orofacial das crianças.

A app Happies, lançada hoje, promove a evolução da criança, através de mais de 30 animações com movimentos específicos de bochechas, lábios e língua.

Destinada a crianças dos dois aos seis anos com dificuldades em determinada palavra/letra ou com atraso cognitivo, a aplicação surge com o objetivo de criar recursos digitais simples e didáticos para promover o desenvolvimento dos mais novos.

“Sentimos necessidade de criar jogos terapêuticos mais lúdicos e interativos, para potenciar o envolvimento da criança na terapia e aumentar o tempo de treino”, explica Célia Clemente, terapeuta da fala e uma das fundadoras do Happies.

Esta é a primeira app que permite aos pais e terapeutas da fala avaliarem o desempenho da criança em cada um dos exercícios, através de um sistema de pontuação de estrelas.

“Em Portugal as crianças têm em média apenas 45 minutos de terapia por semana. Queremos facilitar e aumentar o tempo de terapia através da utilização de dispositivos móveis.” refere a fundadora.

A aplicação permite apoiar o desenvolvimento da motricidade orofacial de forma mais divertida, já que a criança pode ver em tempo real a animação e os movimentos que está a fazer com a cara.

A gravação em vídeo dos exercícios da criança é também possível, para monitorização da sua evolução ou para posterior análise por um terapeuta da fala.

A aplicação está já disponível para smartphones e tablets Android e Apple, através da Play Store e da App Store.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

 

 

curtir:
Bitcoin Cairá Abaixo dos US$ 5.000 e Fechará o Ano Acima de US$ 10.000, diz Analista

Bitcoin Cairá Abaixo dos US$ 5.000 e Fechará o Ano Acima de US$ 10.000, diz Analista

Nesta semana, durante uma entrevista para a CNBC, Todd Gordon, fundador da TradingAnalysis.com, site focado em análises técnicas, disse que o Bitcoin (BTC) cairá abaixo dos US$ 5.000 antes de voltar a subir e ficar acima dos US $ 10.000 até o fim de 2018.

Gordon sugeriu que o BTC chegue próximo aos US$ 4.000, subindo para US$ 10.000 até o final do ano, citando a volatilidade do mercado. Quando lhe pediram para explicar suas estimativas, Gordon citou uma “tendência de alta bonita”, e chamou a correção recente de US$ 19.000 “inconsequente”, dado a valorização que vem acontecendo desde 2015.

Gorgon argumentou que o mercado de criptomoedas é “tecnicamente orientado”, então, considerando os aspectos técnicos e de mercado, é possível recuperar certas perdas no futuro próximo.

Outras previsões

Arthur Hayes, co-fundador e CEO da BitMEX, uma das maiores corretoras de bitcoin do mundo reafirmou sua previsão dita no final do ano passado. Em conversa com a CNBC, em maio, ele disse que o bitcoin chegará a US$ 50.000 até o final de 2018.

Alexis Ohanian, cofundador do Reddit e capitalista de risco, revelou recentemente que, ainda este ano, vê o Ethereum (ETH) chegar a um novo máximo de US$ 15 mil, e o Bitcoin voltar ao seu máximo histórico de US$ 20 mil.

A empresa de investimento em criptomoedas Pantera Capital prevê que o preço do Bitcoin irá ultrapassar US$ 20 mil até o final do ano, conforme escreveu o fundo em uma publicação no Medium em 12 de abril.

No início de junho, a empresa de análise de ações Trefis estimou um preço no final do ano do BTC de US$ 12.500. A análise é baseada nos fundamentos de oferta e demanda.

No mês passado, o analista de Wall Street, Spencer Bogart, disse que a maior criptomoeda do mercado será negociada “pelo menos” acima de US$ 10 mil até o final do ano. Ele sugeriu que a realidade de uma institucionalização mais profunda do mercado garante o futuro do Bitcoin.

Por último, Tom Lee, co-fundador da Fundsrat Global Advisors, afirmou que em 2018 os fundamentos estão muito bons, o que irá impulsionar o bitcoin, prevendo chegar a US$ 25.000 até o final do ano.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

curtir:
Patentes do Facebook revelam planos assustadores para recolher mais dados

Patentes do Facebook revelam planos assustadores para recolher mais dados

O Facebook ao longo dos anos revelou-se numa “maquiavélica máquina” de recolha de dados e hábitos privados dos utilizadores, com comportamentos condenáveis atendendo que a empresa alegadamente assumiu a “responsabilidade de proteger as informações do utilizador”.

Desde 2008 que se tem verificado que, afinal, os dados recolhidos dos utilizadores não estão salvaguardados dos olhares comerciais (e não só) de terceiros… e os escândalos têm sido prova disso. Mas há informações que pode ser pior!

A gigante das redes sociais prometeu “fazer melhor”, mas uma revisão das patentes do Facebook revela como a empresa quer acompanhar todos os aspetos das nossas vidas: a nossa identidade, de quem somos próximos, o estado da nossa relação amorosa, as nossas opiniões políticas, religiosas, desportivas e muito mais.

De acordo com o New York Times, o Facebook pediu patentes para usar as câmaras frontais para ler as expressões dos utilizadores e determinar se gostamos do conteúdo exibido no nosso feed. A empresa também quer monitorizar o nosso estado socioeconômico, quantas horas de sono dormimos e até tentou prever quando os seus amigos irão morrer!

Mesmo que o Facebook diga que os seus pedidos de patente não exibem necessariamente os seus planos de produtos futuros, expõem, contudo, a fome incessante da empresa na recolha de informações pessoais dos utilizadores para, com essa informação, monetizar, vender e manipular comercialmente esses dados.

Patentes arrepiantes do Facebook

Apesar das promessas feitas por Mark Zuckerberg, esses sete pedidos de patentes do Facebook revelam os planos da empresa de acumular e explorar as suas informações pessoais:

1. Criar um perfil do estado do relacionamento amoroso do utilizador

Patente 14/295,543 analisa dados referentes ao número de vezes que o utilizador visita o perfil de outro utilizador ou o número de pessoas na sua foto de perfil para prever se esse utilizador está envolvido num relacionamento amoroso.

2. Categorizar com base na personalidade da pessoa

Esta patente sugere o uso de mensagens pessoais e posts para analisar traços de personalidade. Ao determinar a extensão da extroversão, a estabilidade emocional e o processo de pensamento do utilizador, com base nos segmentos de notícias ou anúncios preferidos e visitados.

3. Prever o futuro do utilizador

Este pedido de patente propõe o uso das mensagens do dono do perfil e dos seus posts, juntamente com transações de cartão de crédito e localização, prevendo ocorrências de grandes eventos da vida, como o nascimento, morte ou formatura.

4. Identificação da câmara do utilizador

Outra patente sugere a análise de fotografias para estabelecer uma “assinatura” exclusiva da câmara baseada em píxeis defeituosos ou arranhões na lente. Essa assinatura pode ser usada para descobrir quem enviou as fotos clicadas pelo dispositivo que as tirou.

5. Espiar o utilizador

Esta patente, que também foi solicitada, tem como objetivo usar o microfone do telefone para ouvir e identificar quais os programas de TV que o utilizador prefere e vê, que anúncios ignora e quais gosta de ver.

6. Acompanhar a rotina diária

Esta patente é realmente assustadora e perigosa, já que sugere monitorizar a rotina de cada um de nós e notificar outros utilizadores em caso de qualquer desvio da rotina – para perceber se a pessoa poderá estar a ser perseguida, por exemplo. Além disso, propõe usar a localização do telefone à meia-noite para monitorizar o local exato onde mora cada utilizador.

7. Usar o serviço de localização para estabelecer um padrão

Esta patente descreve a utilização da localização do seu telefone de cada utilizador, bem como o telefone dos amigos, para determinar com quem está mais próximo e onde se encontra. Além disso, sugere que verifique o telefone para saber quantas horas de sono o utilizador tem diariamente.

Assustador pelo que sabemos, mas muito mais pelo que desconhecemos

É um facto conhecido que as empresas guardam patentes para vencer os seus concorrentes em tecnologias, mesmo que elas nunca vejam a luz do dia. O mesmo poderia ser aplicado a algumas das patentes do Facebook, já que a publicidade é crucial para o modelo de negócios da empresa.

No entanto, devemos ter cuidado com essas coleções de dados desenfreadas, pois agora sabemos que elas podem ser usadas para mais do que publicidade direcionada, como manipular também os resultados das eleições e as emoções dos utilizadores.

ecocarwashing

Seja Um Revendedor Ecocarwashing

curtir: