0
  Login
Ganhar Bitcoin

Ganhar Bitcoin

Para ganhar Bitcoin além de conseguir Bitcoin (BTC) comprando com dinheiro real em sites de câmbio ou utilizando o computador para minerar, há outras formas de se ganhar a moeda virtual. Alguns sites e aplicativos, por exemplo, distribuem fragmentos de Bitcoins gratuitamente apenas para o usuário se manter logado ou para utilizar numa espécie de loteria virtual.

Como comprar e vender bitcoins no Brasil

O bitcoin é fragmentado em algumas divisões. Uma delas é o Satoshi: um bitcoin é equivalente a cem milhões de Satoshis. A maior parte dos sites e serviços que oferecem Bitcoins grátis, na realidade, oferecem o Shatosi. Conheça formas de se conseguir a moeda sem que seja necessário ter uma máquina superpotente ou investir dinheiro de verdade, apenas usando sites ou jogando games online.

Primeiro crie uma carteira no coinbase, depois só começar a minerar seu primeiro bit.

 

carteirabitcoin

BTCClicks.com Banner

 

 

curtir:
Porto Alegre é a 6ª maior economia do Brasil, aponta IBGE

Porto Alegre é a 6ª maior economia do Brasil, aponta IBGE

Dados de 2010 a 2015 mostram cinco municípios do Rio Grande do Sul na lista dos 100 maiores PIBs

O IBGE divulgou, nesta quinta-feira, relatório com a evolução do Produto Interno Bruto (PIB) dos municípios brasileiros de 2010 a 2015. Os dados mostram Porto Alegre como sexto PIB nacional, atrás de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Curitiba.

A capital gaúcha teve cerca de R$ 68,1 bilhões acumulados, representando 1,14% do PIB nacional. São Paulo, com R$ 650,5 bilhões, totaliza 10,85% da economia brasileira. Os números também mostram que o Rio Grande do Sul tem cinco municípios entre os 100 maiores PIBs do Brasil. Além de Porto Alegre, Triunfo (4º), Caxias do Sul (44º), Canoas (50º) e Gravataí (92º) estão na lista.

Levando em conta apenas a região Sul, Porto Alegre é a segunda maior economia, atrás de Curitiba. A capital paranaense movimentou R$ 83,8 bilhões. Juntas, as duas cidades totalizam 15% do PIB regional.

Em termos de participação na produção do PIB industrial, Porto Alegre não teve variação na economia nacional entre 2010 e 2015. A Capital permaneceu com 0,6% de representatividade. São Paulo, a líder, teve 6,4%. A Capital se destaca no setor de serviços, com uma representatividade de 1,6%, em sétimo. Além disso, aumentou em 0,1% o acumulado do setor em relação a 2014.

Maior PIB

O maior PIB per capita de 2015, que na média do País chegou a R$ 29,323 mil, foi o do município Presidente Kennedy, no Espírito Santo, com R$ 513,134 mil. Em seguida, pela ordem vêm os municípios de Paulínia e Louveira (ambos em São Paulo, com respectivamente, R$ 276,972 mil e R$ 271, 206 ); Triunfo (RS); Selvíria (MS); Gavião Peixoto e Ilha Bela (ambos também em São Paulo); São Francisco do Conde (BA); São João da Barra (RJ); e Araporã (MG). Na outra ponta, Novo Triunfo, na Bahia aparece como o município de menor renda per capita entre todos os 5.570 municípios da Federação: R$ 3 369,79.

curtir:
Vazam 4 Regulações Sul-Coreanas para o Bitcoin e Criptomoedas

Vazam 4 Regulações Sul-Coreanas para o Bitcoin e Criptomoedas

No início de hoje, como informou a fonte sul-coreana Hankyoreh, os regulamentos planejados pelo governo sul-coreano em torno do bitcoin e do mercado de criptomoedas foram vazados.

Conforme traduzido pela CCN, os quatro regulamentos vazados que deverão ser implementados até o final deste ano são:

  • Impedir investidores não credenciados de lidar com perdas através de criptomoedas altamente voláteis.
  • Impedir exchanges de criptomoedas rigorosamente reguladas de operar como plataformas especulativas para investidores não credenciados.
  • Solicitar bancos e exchanges para garantir que os investidores menores de idade os estrangeiros não consigam abrir contas de negociação em exchanges de criptomoedas.
  • Suspensão temporária de investidores institucionais e investidores de varejo de investir em criptomoedas.

Regulamentos focados na volatilidade e proteção do investidor

Conforme a CCN informou anteriormente, o governo sul-coreano hesitou em impor quadros regulatórios relacionados às criptomoedas nos últimos 12 meses porque acreditava que regulamentos rigorosos legitimariam, estabilizariam e validariam o mercado local de criptomoedas.

Mas, o governo sul-coreano começou a apressar a imposição de regulamentos para o mercado local de criptomoedas devido à sua taxa de crescimento. Os regulamentos que foram divulgados no início de hoje e foram feitos na quarta-feira, durante a reunião de emergência que o governo sul-coreano realizou.

Nas próximas semanas, as exchanges da Coréia do Sul podem ser exigidas pelo governo para receber a aprovação das autoridades financeiras locais.

No curto prazo, os regulamentos excessivos sobre a prevenção de investidores infundados e os investidores institucionais de investir em bitcoin poderiam afetar negativamente a tendência de preços e a demanda no mercado sul-coreano.

No entanto, a longo prazo, a imposição de regulamentos pode beneficiar significativamente os investidores e empresas locais, como pela primeira vez na história, o governo sul-coreano forneceu clareza em relação ao bitcoin e criptomoedas.

Essencialmente, o governo sul-coreano aprovou e reconheceu bitcoin e criptomoedas como uma nova e grande classe de ativos, e pretende regular as exchanges como prestadores legítimos de serviços financeiros.

Um porta-voz sul-coreano também afirmou que, no futuro, o governo seguirá o roteiro regulatório estabelecido por regiões líderes como o Japão e os EUA.

“O governo sul-coreano não tem outra opção senão seguir os quadros regulatórios e as tendências estabelecidas por outros governos líderes. Embora exista uma reputação negativa associada às criptomoedas, a posição do governo é permitir o que deve ser permitido, em benefício do mercado sul-coreano”, disse o porta-voz.

Assim, ao longo do tempo, o governo sul-coreano aliviará os regulamentos sobre exchanges e investidores.

curtir:
Ebay Considera Aceitar Bitcoin

Ebay Considera Aceitar Bitcoin

Scott Cutler, vice-presidente sênior do eBay Americas, disse ao Yahoo Finance em entrevista essa semana que o varejista on-line está “considerando seriamente” aceitar bitcoin, mas “ainda não estamos lá”.

Recentemente a Steam, a maior plataforma de venda de jogos online, parou de aceitar bitcoin como meio de pagamento, alegando que as altas taxas de transação estavam atrapalhando a empresa. Notícias como essas desencorajam novos varejistas tanto online como offline a começar a aceitar bitcoin. Porém, a fala do Cutler reanima as esperanças de grandes lojas aceitarem a criptomoeda.

No momento poucos varejistas aceitam criptomoedas como pagamento, mas para aquele que aceitam bitcoin, tem recebido um impulso no valor das ações. A Overstock.com (OSTK) cresceu mais de 250% nos últimos seis meses, à medida que entrou na onda do fenômeno bitcoin. O varejista da web é um pioneiro no espaço de criptomoedas, já que se tornou o primeiro grande varejista a aceitar o bitcoin no início de 2014.

Pagamentos em bitcoin não estão se tornando exatamente comuns, mas eles estão se tornando cada vez mais comuns.

Quanto ao eBay, segundo Scott Cutler, atualmente está focado na cumprir seu papel durante a forte temporada de férias, pois tenta competir com a Amazon. O varejista está trabalhando na expansão de suas ofertas, horários de envio e processo de retorno.

A Amazon inclusive já participou de vários rumores sobre aceitar bitcoin, porém até o momento nenhum se concretizou.

curtir: